António Zambujo conquistou Santarém com concerto intimista

O novo álbum de António Zambujo, “Do Avesso”, produzido por Filipe Melo, Nuno Rafael e João Moreira, foi apresentado esta sexta-feira, dia 12 de Abril, no Teatro Sá da Bandeira.

A sala de espectáculos do Teatro Sá da Bandeira encheu-se para ouvir a voz suave do artista, que convidou o público a celebrar as canções mais recentes, como a que dá nome ao álbum, “Do Avesso”, “Se já não me queres”, “Catavento da Sé”, “Amor de Antigamente”, e os novos arranjos dos temas que já se tornaram clássicos na sua carreira. António Zambujo voltou ao palco para dois encores, onde tocou “A tua frieza gela”, “Até ao Fim”, “Pica do 7”, a pedido do público, que estava maravilhado, tocou “Foi Deus” e “Jogo de Sedução”, terminando a actuação com a música ”Readers Digest”.

António Zambujo nasceu em Beja, Alentejo, a 19 de Setembro de 1975. Atravessou uma auspiciosa e sólida infância musical – começou a estudar clarinete com apenas oito anos – e uma adolescência muito activa nesta actividade que se tornaria o seu ofício.

O cancioneiro multifacetado, estimulante, tão tranquilo na forma como inquieto no conteúdo, de António Zambujo ganha um novo capítulo que, insiste-se, não precisa de rasgar para inovar, seguindo à risca as pulsões de um intérprete e autor que, a cada etapa, se tem valorizado – talvez por não se deixar prender demasiado a raízes óbvias mas limitadoras do talento e da vontade, e procurar, ao invés, dar sempre frutos sumarentos e de travo inesperado. É o oitavo disco de estúdio que o artista publica e, sabendo que o oito é o número da sorte para os chineses, fica claro que, neste particular, a “sorte grande” ganha contornos muito mais globais, porque nos toca a todos. Mais: numa época em que aprendemos a estimar e defender os nossos direitos, ganhamos outro objetivo – fazer finca-pé pelo nosso direito ao (Do)Avesso.»

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS

Deixar uma resposta