O Bloco de Esquerda (BE) assume que os resultados da candidatura à Câmara Municipal de Santarém ficaram “aquém do esperado”, por não ter conseguido o objectivo de eleger Fabíola Cardoso como vereadora do município.

Num comunicado a que o Correio do Ribatejo teve acesso, o BE mostra-se ainda preocupado com o “aumento da extrema-direita em Santarém, à semelhança do que vem acontecendo no país”.

Apesar destes resultados, o partido de esquerda conseguiu aumentar a sua representatividade nos órgãos autárquicos do concelho. O BE elegeu Filipa Filipe como deputada à Assembleia Municipal, Teresa Nascimento na União de Freguesias da Cidade de Santarém e Jéssica Vassalo na à União de Freguesias de Achete, Azóia de Baixo e Póvoa de Santarém.

Numa nota final, o Bloco de Esquerda agradece a “confiança que as eleitoras e os eleitores depositaram em nós e faremos os possíveis para cumprir o programa que propusemos para os próximos anos”, afirmando que continuará “a lutar para que Santarém seja um concelho para todos!”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Leia também...

Autárquicas 2021: Ricardo Gonçalves reeleito presidente da Câmara de Santarém

Ricardo Gonçalves foi reeleito presidente da Câmara Municipal de Santarém com 37,42…

Autárquicas 2021: Pedro Mena Esteves recupera Alcanhões para o PS

O candidato do PS, Pedro Mena Esteves, venceu a eleição à Assembleia…

Autárquicas 2021: M.I.A.A.P. vence Achete, Azoia de Baixo e Póvoa de Santarém

O M.I.A.A.P. – Movimento Independente Achete Azoia Póvoa venceu a União de…

Três jovens de Santarém dão as mãos em nome de uma maior participação nas eleições autárquicas

Três jovens de Santarém decidiram ‘descodificar’ a linguagem dos candidatos à presidência da capital de distrito.