A Câmara de Santarém continua a apostar na oferta de acções sobre Cultura de Segurança – Crescer em Segurança, para os agrupamentos de escolas do concelho, integradas no dossier de Oferta de Recursos Educativos para o ano lectivo 2018/2019, que contam, até agora, com a inscrição de 346 alunos de seis estabelecimentos de ensino, do 1º Ciclo do Ensino Básico.

Estas acções, da responsabilidade do Serviço Municipal de Protecção Civil, são dirigidas aos alunos do 1º e 2º ciclos, docentes e auxiliares. Este projecto, promovido pela Câmara de Santarém há já três anos lectivos, responde à necessidade de criação de um programa de formação preventiva para as crianças aprenderem a lidar com fenómenos como o dos incêndios florestais, defendida ontem, dia 16 de Outubro, pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Santarém promove assim acções de formação preventiva, não só para as crianças como para a comunidade educativa, de modo a dotar os alunos, professores e auxiliares de educação, de conhecimentos fundamentais, no âmbito da protecção civil, em caso de sismos, incêndios ou outra situação que coloque em risco vidas ou bens.

PUBLICIDADE

Estas acções de sensibilização para questões de Segurança e Actuação, realizam-se nas escolas de 1º Ciclo do concelho de Santarém e no Quartel dos Bombeiros Municipais de Santarém, através da metodologia de formação de docentes e auxiliares educativos sobre Medidas de 1ª Intervenção; apresentação e sensibilização do serviço de Bombeiros e evacuação da sala de aula, até ao Ponto de Concentração.

PUBLICIDADE
Leia também...

Salvador, Bebé do Ano em Santarém, recebe cheque-prenda do Correio do Ribatejo/Sonae

Salvador da Silva Carlota foi o primeiro bebé a nascer no dia…

João Manzarra apela à adopção de cães abandonados em Santarém

João Manzarra, conhecido apresentador de televisão, esteve esta sexta-feira, 15 de Novembro,…

Corações com Coroa oferece bolsas de estudo a jovens raparigas de Santarém

A Corações com Coroa (CCC), Associação sem fins lucrativos e ONGD que…

Estatuto do Antigo Combatente assegura um “tardio, mas justo reconhecimento”

O parlamento aprovou, no passado dia 23, o Estatuto do Antigo Combatente,…