O Teatro Virgínia (TV) decidiu adiar o concerto de Samuel Úria para o próximo dia 15 de Janeiro, pelas 20h30, devido às limitações de circulações e ao recolher obrigatório decretado para este fim-de-semana no âmbito da pandemia de Covid-19.

«Canções do Pós-Guerra» foi o título que Samuel Úria escolheu para o seu mais recente disco, trabalho que apresentará em concerto no Teatro Virgínia.

“Premonitório? Talvez… dizem que a arte tem essa capacidade, esse recurso de preceder os acontecimentos. Neste caso, esta «guerra» será, como sempre, interior e espiritual. Uma vez mais, Samuel Úria obriga-nos a olhar para dentro. Não num exercício egocêntrico mas antes como parte de um caminho de necessária partilha. Efectivamente, o repertório deste novo trabalho foi composto e gravado em período pré pandemia. E por muito que se apregoe que este «Canções do Pós-Guerra» é o disco mais confessional de Samuel Úria, tal como em registos anteriores, ou ainda mais, as suas composições confrontam-nos connosco próprios, algo que só as «canções eternas» têm a capacidade de provocar”, descreve uma nota do Teatro Virgínia.

PUBLICIDADE

“Mas este concerto tem ainda o propósito de conduzir o público numa viagem à criatividade de Samuel Úria, num percurso que terá um pé nos seus trabalhos anteriores. E se esperam que a jornada seja tranquila, desenganem-se, o conforto dos vossos lugares vai ser frequentemente assaltado pela energia explosiva com que Samuel e companheiros desequilibram (ou deveríamos dizer, equilibram) os momentos de intimidade”, acrescenta.

Nascido no decote da nação, entre o Caramulo e a Estrela, Úria leva para os palcos o blues do Delta do Dão. De lenda rural para lenda urbana, tudo está certo: meio homem meio gospel, mãos de fado e pés de roque enrole. Com uma proveniência marcada pelo punk, pelo rock’n’roll e pela estética low-fi, Samuel Úria tem ganho notoriedade desde 2008. Destacando-se entre pares pela sua singularidade no uso da língua materna, as suas canções podem ainda ser encontradas no repertório de outros artistas, consagrando-o como o mais interessante cantautor do século XXI.

Os bilhetes para o espectáculo, que abre a temporada de Janeiro a Março do TV, têm o custo de 10 euros (sendo aplicáveis descontos) e podem ser adquiridos na bilheteira local (segunda a sexta das 15h às 18h30), nos pontos de venda Fnac e Worten e online na BOL.

Quem já tinha adquirido bilhetes para o espectáculo de amanhã, caso o entenda, poderá pedir a devolução de bilhetes da seguinte forma:
– Para os bilhetes adquiridos na bilheteira física do Teatro Virgínia devem enviar email para daf.tesouraria@cm-torresnovas.pt com a seguinte informação: nome, NIF, morada, IBAN (comprovativo do banco ou talão de multibanco) e cópia do bilhete do espectáculo.
– Para os bilhetes adquiridos on-line em https://www.bol.pt/ e nos pontos de venda aderentes Worten e Fnac deverão entrar em contacto directo com os mesmos.

PUBLICIDADE
Leia também...

Lenda da Sopa da Pedra chega às crianças de todo o mundo através da Expo 2020 Dubai

A lenda da Sopa da Pedra, prato típico de Almeirim, foi incluída…

“Inspiro-me muito nas minhas vivências e nas raízes em Alpiarça“

Joana Almeirante é natural do concelho de Santa Maria da Feira, mas…

Feira Nacional da Agricultura realiza-se entre 9 e 13 de Junho em Santarém

A Feira Nacional da Agricultura/Feira do Ribatejo (FNA) vai realizar-se entre 9…

VÍDEO | Celestino Graça nasceu há 107 anos!

Cumprem-se neste sábado, dia 9 de Janeiro, cento e sete anos sobre…