Imagem ilustrativa

Os caudais lançados pelas barragens no Tejo diminuíram, mas os efeitos ainda não foram observados nos níveis do rio, devido à pluviosidade e à saturação dos solos, pelo que se mantêm constrangimentos em diversas vias do distrito de Santarém.

Num comunicado divulgado hoje às 11:14, o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém afirma que, no concelho de Santarém, estão submersas a Estrada Nacional (EN) 365 entre Vale de Figueira e Pombalinho, na Ponte do Alviela, e Estrada Municipal (EM) 1348 na ligação Ribeira de Santarém a Vale de Figueira (condicionada com lençóis de água), bem como a Rua de Marvila, na ligação Ómnias/Caneiras (condicionada por lençol de água), e a Rua de Sto. André, entre a Quinta do Boial e Santarém.

No concelho de Constância mantém-se inundada uma parcela do parque de estacionamento na margem do Zêzere (10%), tal como o caminho agrícola do campo entre a Quinta da Coutada e o Tramagal (Abrantes).

Na Golegã, mantêm-se submersas a Estrada dos Lázaros (no Caminho Municipal 1 e na EN365), a Estrada das Braquenizes (VCE/Golegã), a ligação entre Rabo dos Cágados e a EN365, a Estrada de Vale Pintos (EN243) e a Estrada Real (Estalagem do Pocinho, na Ponte Fernão Leite), enquanto em Almeirim estão afetadas a ER-A2 entre Benfica do Ribatejo e a EN368 e a ER-A5 entre a EN368 e o Porto da Courela.

No município de Coruche, mantêm-se os constrangimentos na EM1427 entre Fajarda e Biscainho, na Estrada de Meias (Coruche/Azervadinha), na Rua Paul (Coruche) e no CM-H em Amieira, Fajarda e Raposeira (caminho municipal).

Em Benavente, estão afetadas a EM1456 (Estrada do Campo), a Estrada do Convento do Jericó (EN118/Salvaterra), a EM515 (Benavente/Barrosa) e a Estrada D’el Rei (EN118/Foros de Salvaterra), mantendo-se condicionadas, no concelho do Cartaxo, a EM Setil/Ponte de Reguengo (com lençol de água) e a EN3-2 em Ponte do Reguengo e Setil.

No concelho de Salvaterra de Magos, continuam os constrangimentos na Rua Miguel Torga (Marinhais) e na Estrada do Furo (Foros de Salvaterra), e em Ferreira do Zêzere na EM521.

Segundo o CDOS, dada a previsão de manutenção dos caudais no Tejo nas próximas horas, é aconselhável não atravessar, com viaturas ou a pé, estradas ou zonas alagadas, proteger pessoas e bens e manter-se informado.

Na terça-feira de manhã, a Comissão Distrital de Proteção Civil de Santarém acionou o Plano Especial de Emergência para Cheias na Bacia do Tejo, no nível amarelo, devido ao “aumento considerável dos níveis hidrométricos e caudais do rio Tejo, especialmente nos provenientes de Espanha”.

A chuva intensa e persistente que caiu na terça-feira causou mais de 3.000 ocorrências, entre alagamentos, inundações, quedas de árvores e cortes de estradas, afetando sobretudo os distritos de Lisboa, Setúbal, Portalegre e Santarém.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Médico detido por abuso sexual de menores

Um homem de 27 anos foi detido esta manhã no Bairro de…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.