Dornes homenageada como uma das 7 Maravilhas de Portugal

Após a revelação das 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias, a 03 de Setembro de 2017 no Piódão, foram homenageadas as vencedoras deixando um photopoint em cada uma delas, como marco para assinalar a eleição e criando uma rede entre as aldeias eleitas. Dornes, no município de Ferreira do Zêzere, eleita como Aldeia Ribeirinha, acaba de inaugurar o seu photopoint nesta rede recém criada.

Na inauguração em Dornes esteve presente o presidente da Câmara de Ferreira do Zêzere, Jacinto Lopes, e Luis Segadães, Presidente das 7 Maravilhas.

“Com esta eleição conseguimos o reconhecimento da beleza natural de Dornes e também o conhecimento da beleza interior das suas gentes. Temos recebido bastantes turistas, que têm dado um colorido à aldeia, e isto trouxe-nos a responsabilidade para tornar Dornes mais atraente, mais apetecível de visitar, com melhores condições. É um trabalho para os próximos anos que trará melhor qualidade ao nosso turismo e apostámos na criação deste rede, conjuntamente com os outros seis municípios vencedores nas 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias, com este photopoint que marca este roteiro que vai permitir às pessoas conhecer melhor o nosso país e as nossas aldeias, é notório que temos que apostar e não esquecer o interior do país”, explicou Jacinto Lopes, Presidente da Câmara Municipal de Ferreira do Zêzere.

PUBLICIDADE

O projecto 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias trouxe para a agenda pública as aldeias e o interior do país, contribuindo para a promoção do património cultural, histórico, económico e gastronómico de todas as regiões. A criação desta rede de Aldeias eleitas como uma das 7 Maravilhas de Portugal tem como objectivo continuar a dar aos municípios e às regiões ferramentas de promoção e de desenvolvimento socioeconómico.

Perto de cada uma das sete eleitas é instalado um photopoint, com uma estética inspirada no palco das Galas emitidas pela RTP em Julho e Agosto de 2017, com uma vista privilegiada sobre as aldeias, que assiná-la a distinção e incentiva os visitantes a registar a sua passagem com uma fotografia enquadrada numa estrutura alusiva às 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias.

“É a primeira vez que temos um ícone que assinala um local eleito como Maravilha de Portugal, algo que fica na memória das pessoas e as permite sentirem-se parte desta missão de divulgar e preservar o património nacional. Estes photopoints instalados junto às aldeias vencedoras vão criar um efeito de rede, uma rede de Maravilhas eleitas que já existe mas que ainda não se tinha materializado. Dornes é o último local a inaugurar este marco e é um local que renasce e se reinventa a cada dia. O ano passado foi um dos locais mais fustigados pelos incêndios e hoje olhamos em volta e a natureza renovou-se, o verde começa a aparecer. A oferta na restauração e no alojamento também está a aumentar e as pessoas estão a voltar a Dornes e às aldeias”, explica Luis Segadães, presidente das 7 Maravilhas.

As 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias são: Castelo Rodrigo (Aldeia Autêntica); Dornes (Aldeia Ribeirinha); Fajã dos Cubres (Aldeia de Mar); Monsaraz (Aldeia Monumento); Piódão (Aldeia Remota); Rio de Onor (Aldeia em Área Protegida); e Sistelo (Aldeia Rural).

A votação para eleger as 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias decorreu ao longo dos meses de Julho e Agosto de 2017, tendo sido apuradas 14 finalistas, duas em cada uma das Galas eliminatórias emitidas aos domingos pela RTP. Estas 14 finalistas estiveram em votação ao longo de uma semana, em Portugal e em vários países europeus. As sete aldeias mais votadas em cada categoria fazem agora parte do roteiro das 7 Maravilhas, que já inclui património histórico e natural, gastronomia e praias.

7 Maravilhas à Mesa

O grande objetivo das 7 Maravilhas à Mesa é promover as regiões e o mundo rural, através da gastronomia e dos vinhos, fomentando o turismo e as experiências no território. Um país tão pequeno, mas tão rico na sua diversidade de pratos de norte a sul do país e ilhas e no desafio da sua harmonização com os vinhos produzidos localmente e a oferta turística adjacente.

Em cada uma das sete galas com emissão televisiva serão eleitas duas mesas finalistas, num total de 14.

Os vencedores serão os mais votados numa 8ª gala em Albufeira, a finalíssima, obtendo-se um roteiro eno-gastronómico único, de expressão nacional.

O projecto conta com o Alto Patrocínio de Sua Excelência o Presidente da República.

Conta ainda com o Apoio Institucional do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, do Ministério do Mar, da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, da Secretaria de Estado do Turismo e do Turismo de Portugal.

É desenvolvido em parceria com a AMPV – Associação de Municípios Portugueses do Vinho, e a AHRESP – Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal.

O Conselho Científico é constituído pela Associação Cozinheiros Profissionais de Portugal, a Associação Portugal Genial, a Federação das Confrarias Báquicas de Portugal, a Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas, o IVV, a RIPTUR – Rede de Instituições Politécnicas do Turismo e o Turismo de Portugal.

Almeirim, Constância e Tomar são os concelhos da região do Ribatejo que têm as suas mesas entre as 49 pré-finalistas. Pode votar na mesa de Almeirim na 1ª gala, dia 22 de Julho, transmitida de Reguengos de Monsaraz; na mesa de Constância, na 4ª gala, transmitida de Alijó a 12 de Agosto e na mesa de Tomar, na 6ª gala, transmitida a 26 de Agosto de Tomar.

PUBLICIDADE
info, ,

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS