Foi apresentado na manhã desta sexta-feira, dia 28 de Setembro, o curso que a Escola Superior de Educação de Santarém vai ministrar em Literacia Digital para o Mercado de Trabalho.

Trata-se de uma formação inovadora, com duração de dois anos, pioneira no nosso país, que visa preparar e integrar no mercado de trabalho jovens com deficiência intelectual com um grau de incapacidade igual ou superior a 60 por cento.

Maria Potes Barbas, mentora e responsável pelo projecto, que tem como inspiração semelhante formação leccionada pela Universidade Autónoma de Madrid, falou ao Correio do Ribatejo, no decorrer do ‘Open Day’ criado para apresentação do curso, sobre esta formação e sobre o seu pioneirismo e a sua integração com a comunidade, tanto regional, como nacional e internacional.

Esta primeira edição da formação conta com 11 alunos e tem o seu início já no próximo dia 11 de Outubro. Docentes, pessoal não docente, alunos e pessoas externas à escola, fazem parte do conjunto de 40 voluntários que vão acompanhar estes alunos ao longo do seu percurso no ensino superior. Tudo isto é possível graças ao apoio externo, que já conta com 25 empresas.

PUBLICIDADE

(notícia desenvolvida na edição impressa de 05 de Outubro)

PUBLICIDADE
Leia também...

Hospital de Santarém – Uma homenagem sentida aos ‘homens e mulheres’ da Linha da Frente

Especial 130 anos do Jornal Correio do Ribatejo O mundo mudou há…

Salvador, Bebé do Ano em Santarém, recebe cheque-prenda do Correio do Ribatejo/Sonae

Salvador da Silva Carlota foi o primeiro bebé a nascer no dia…

João Manzarra apela à adopção de cães abandonados em Santarém

João Manzarra, conhecido apresentador de televisão, esteve esta sexta-feira, 15 de Novembro,…

Estatuto do Antigo Combatente assegura um “tardio, mas justo reconhecimento”

O parlamento aprovou, no passado dia 23, o Estatuto do Antigo Combatente,…