Estado de alerta passa para o mais baixo esta quarta-feira

O estado de alerta especial para o dispositivo de combate a incêndios passou a azul, o mais baixo, desde as 00h00 desta quarta-feira, 22 de Julho, devido ao desagravamento das condições meteorológicas, avançou a Proteção Civil.

Numa nota enviada à comunicação social, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) precisa que o estado de alerta especial para o dispositivo de combate a incêndios rurais vai passar a azul, o mais baixo de uma escala de quatro, devido ao desagravamento das condições meteorológicas previstas para os próximos dias.

O estado de alerta especial azul significa que o grau de risco é moderado, existindo as condições para a ocorrência de fenómenos com dimensão e magnitude normais.

PUBLICIDADE

A situação de alerta em Portugal continental decretado pelo Governo devido ao risco elevado de incêndio também terminou às 23h59 de ontem.

Dados provisórios do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas indicam que este ano deflagraram 4.186 incêndios rurais, que provocaram 11.439 hectares de área ardida, 36% das quais em matos, 35% povoamentos florestais e 28% em área agrícola.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS