Falta de combustível pode parar autocarros da região

Os autocarros da região de Santarém podem estar em risco de parar devido à crescente dificuldade no abastecimento de combustíveis dos veículos de transporte de passageiros.

Num comunicado enviado à nossa redacção, a Rodoviária do Tejo alega que face à situação de greve dos motoristas de transporte de matérias perigosas, “poderemos ser forçados a fazer alterações à nossa oferta de transporte”.

“Embora alheios a esta situação, apresentamos desde já as nossas desculpas pelos incómodos que possam vir a ser causados. Procuraremos avisar atempadamente de eventuais alterações que possam ocorrer nos nossos serviços”, afirma a mesma nota.

Recorde-se que vários postos de combustível do distrito de Santarém já tem falta de combustível, na sequência da greve nacional decretada pelos motoristas de matérias perigosas.

A informação sobre a falta de combustível está a ser disponibilizada pela VOST Portugal (Voluntários Digitais em Situações de Emergência) que criou uma plataforma (janaodaparaabastecer.vost.pt) onde os automobilistas podem perceber os locais onde já não há combustíveis. A plataforma é ‘alimentada’ com informação dos utilizadores, poderá haver lacunas.

A greve dos motoristas de matérias perigosas começou às zero horas de segunda-feira, convocada pelo Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas por tempo indeterminado, para reivindicar o reconhecimento da categoria profissional específica.

O Governo avançou já com a requisição civil, que se iniciou na terça-feira e é válida nos três próximos dias, com o objectivo de obrigar os motoristas a cumprir os serviços mínimos, que não estarão a ser respeitados.

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS