Foto: Guarda Nacional Republicana

A Guarda Nacional Republicana de Coruche apreendeu dez redes de pesca, utilizadas na apanha ilegal de meixão no concelho de Salvaterra de Magos na quarta-feira, 21 de Dezembro.

A apreensão decorreu no âmbito de uma operação de combate à pesca ilegal da espécie no Rio Tejo, levada a cabo por elementos da Equipa de Protecção Florestal. Os militares retiraram do leito do Tejo as dez redes e quatro ferros utilizados como âncoras para segurar as redes e os espécimes nelas contidos, segundo revela a GNR em comunicado. O meixão contido nas redes encontrava-se em “boas condições de sobrevivência” e foi restituído ao seu habitat natural.

A operação contou com o apoio do Núcleo Especial de Operações Subaquáticas da Unidade de Emergência Protecção e Socorro da GNR.

Foto: Gnr – espécies capturadas nas redes apreendidas foram devolvidas ao seu habitat natural

Em comunicado a GNR explica que as redes utilizadas para a captura do meixão têm um diâmetro muito inferior ao permitido por lei nas redes de pesca profissional, o que impacta a restante fauna fluvial. As redes afectam ainda “a segurança da navegação na massa de água onde estão colocadas”.

O meixão é uma espécie que se encontra com o estatuto de conservação “Criticamente em Perigo” de acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza. A pesca é considerado um dos principais factores de ameaça para a espécie e é proibida em todas as bacias hidrogáficas nacionais, com excepção da bacia hidrográfica do rio Minho.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Médico detido por abuso sexual de menores

Um homem de 27 anos foi detido esta manhã no Bairro de…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.