GNR apreende meixão pescado ilegalmente no Cartaxo e Salvaterra

A GNR de Santarém, através da sua estrutura de Protecção da Natureza e Ambiente, realizou, no dia 18 de Dezembro de 2018, nos concelhos do Cartaxo e Salvaterra de Magos, uma operação de fiscalização e combate à pesca ilegal de Meixão, no rio Tejo.

Durante a operação, e segundo fonte da GNR, foram elaborados dois processos-crime por captura ilegal de meixão e apreendido diverso material relacionado com a actividade, nomeadamente oito âncoras, quatro redes com cerca de 80 a 100 metros cada e várias bóias de sinalização.

PUBLICIDADE

Foram ainda apreendidas cerca de 430 gramas de meixão, correspondente a mais de dois mil espécimes. O meixão, por se encontrar vivo, foi devolvido ao seu habitat natural.

O meixão é uma espécie protegida que consiste na fase larvar da Enguia, que tem vindo ao longo dos anos a sofrer um decréscimo acentuado da sua produção natural, caminhando para a extinção caso a sua captura ilegal não seja travada. Os pescadores que se dedicam a esta prática punida criminalmente, além de cometerem um sério atentado contra a natureza, colocam em risco a normal circulação fluvial, pois as redes que colocam desornamente ao longo do rio, poderão provocar sérios acidentes.

Esta Operação contou com o reforço da Unidade de Intervenção da GNR, através do Grupo de Intervenção de Protecção e Socorro.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS