GNR dispersa ajuntamento com 40 pessoas que não cumpria as normas da DGS no concelho de Almeirim

A Guarda Nacional Republicana dispersou um ajuntamento com cerca de 40 pessoas que causou distúrbios e não cumpria as normas determinadas pela Direção-Geral de Saúde na noite da passada terça-feira, 8 de Setembro, no Parque de Merendas da freguesia da Raposa, concelho de Almeirim.

Segundo apurou o Correio do Ribatejo, o grupo estaria a realizar uma festa naquele local e as autoridades foram alertadas para o excesso de barulho pela vizinhança. A GNR deslocou-se ao local e advertiu o grupo para sair do local.

Apesar do aviso, o grupo continuou a festa o que levou as autoridades a colocarem um ponto final na situação. Para além de não estar a cumprir a lei do ruído, o grupo estava a infringir as normas da Direção-Geral de Saúde que determina que não pode haver ajuntamentos com mais de 20 pessoas.

PUBLICIDADE

Festa deixou rasto de sujidade no Parque de Merendas

A presidente da Junta de Freguesia de Raposa, Cristina Casimiro, lamentou esta quarta-feira, 9 de Setembro, o estado em que foi deixado o local onde foi efectuada a festa, que deixou um rasto de lixo.

“A junta luta diariamente com os poucos recursos que tem para manter a freguesia limpa e depois vê este cenário”, começa por dizer a autarca.

“Vem estas pessoas de fora e portam-se desta maneira, ainda dizem que temos que aceitar, também concordo, mas primeiro têm que se portar como gente civilizada”, afirma a responsável.

A autarca destacou o facto do País e o Mundo estarem ainda a braços com a Covid-19 e realça que os funcionários da Junta de Freguesia “também são gente e com o maldito vírus todo o cuidado é pouco”.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS