O Hospital Distrital de Santarém (HDS) recorreu no passado dia 15 de Dezembro, pela primeira vez, ao uso de óculos de realidade assistida (Rod&Cones) para apoiar a sua formação em cirurgia colorretal minimamente invasiva.

Numa acção de formação dirigida a enfermeiros e cirurgiões do Hospital de Beja, liderada pelo director do Serviço de Cirurgia Geral do HDS, Luís Ferreira, o grupo de profissionais do Centro de Referência em Cirurgia do Cancro do Reto recorreu ao uso de óculos de realidade assistida permitindo interacção e transmissão para grupo de profissionais à distância. Além de som, são partilhadas imagens da torre de laparoscopia 3D e da sala operatória.

Este tipo de formação permite intervenção de um maior número de profissionais com ganhos substanciais em capacidade formativa.

“O HDS entende que deve apostar na diferenciação dos seus profissionais com a criação de novas especialidades, subespecialização, criação de unidades específicas, apoio à investigação, mas também, na difusão entre pares, pois só a partilha de conhecimento pode manter o Sistema Nacional de Saúde (SNS) no nível de diferenciação que alcançou e que tem eco em todo o mundo pela sua qualidade”, refere o Hospital de Santarém em comunicado.

Leia também...

Só Coruche e Sardoal escapam ao recolher obrigatório às 13h00 no fim-de-semana

Os concelhos de Coruche e Sardoal são os únicos, no Distrito de…

Hospital de Santarém no limite da capacidade de internamento de doentes covid

O Hospital Distrital de Santarém atingiu o limite da sua capacidade prevista…

Hospital de Santarém esgotou capacidade de internamento em enfermaria

O Hospital de Santarém esgotou a capacidade de internamento em enfermaria para…

Tratamento do cancro da mama no HDS novamente reconhecido a nível internacional

A Unidade de Senologia do Hospital Distrital de Santarém (HDS) viu renovada…