Hospital de Santarém com novos equipamentos nos serviços de Otorrinolaringologia e Oftalmologia

O Hospital Distrital de Santarém (HDS) adquiriu recentemente dois novos equipamentos para os serviços de Otorrinolaringologia e Oftalmologia.

Para o serviço de Otorrinolaringologia, o Conselho de Administração da unidade hospitalar adquiriu um videonasofaringoscópio flexível, um equipamento que permite, além de avaliações da rinofaringe, laringe e esófago, laringoscopias de muita qualidade, sem desconforto para o doente. O videonasofaringoscópio flexível permite um importante avaliação para tratar os doentes da consulta de deglutição, com sequelas de outras patologias nomeadamente AVC, com ganhos importantes na sua recuperação.

Já para o serviço de Oftalmologia foi adquirido um laser de fotocoagulação. Este equipamento permite às equipas médicas ter uma arma fundamental no tratamento e prevenção de patologias potencialmente causadoras de cegueira e é utilizado principalmente na retinopatia diabética.

PUBLICIDADE

Em comunicado, o Conselho de Administração do HDS refere que os novos equipamentos vão permitir um “tratamento adequado e atempado dos nossos doentes, sem necessidade de serem referenciados para outros hospitais”.

O Conselho de Administração afirma ainda que está a ter um “grande empenho” a tratar os doentes covid-19 mas continua “a tratar e a fazer investimentos em áreas consideradas essenciais para os nossos utentes”.

Hospital de Santarém e a era digital

Também na área digital o Hospital de Santarém não foi excepção na adaptação aos tempos que vivemos. A unidade hospitalar passou a ter funcionários em teletrabalho, a realizar videochamadas com os familiares dos doentes internados, mas também a realizar consultas telefónicas e teleconsultas pelas várias especialidades médicas.

O HDS Implementou também a telemonitorização de doentes crónicos das especialidades de cardiologia com insuficiência cardíaca e de pneumologia com doença pulmonar obstrutiva crónica. Este serviço veio permitir aos doentes a não deslocação às urgências hospitalares e a permanência no conforto do lar, sendo avaliados pelo seu médico e enfermeiro de referência, com benefícios óbvios para os doentes.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS