O livro “Mãe, fala para o ouvido bom…” da autoria de Susana Branco, foi apresentado a 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, na Biblioteca Braamcamp Freire, em Santarém, comemorado pelo Conservatório de Música de Santarém, com um ensemble de violinos, piano, canto e uma peça de dança contemporânea do Programa de dança Beatriz Martinho, com direcção artística de Juan Maria Seller, tudo foi delineado a partir da história do livro, com uma forte dimensão intimista.

Os painéis de pintura abstrata inseridos no espaço, como toda a inspiração, foram retirados do livro.

O espectáculo começou directamente na entrada da biblioteca e salas adjacentes, onde os violinistas começaram a tocar e os dançarinos a declamar excertos do livro e a dançar, levando o público para o salão nobre da biblioteca.

A obra conta o percurso da Maria Lilás, uma menina agora já adolescente que aos sete anos de idade lhe foi diagnosticada Surdez Unilateral. Baseado em factos reais e dados clínicos, pretende desdramatizar o problema assim como chamar a atenção tanto para a necessidade do rastreio como para os sinais para possível deteção deste tipo de surdez. Igualmente de como cuidar da audição.

Susana Veiga Branco, também ela a ilustradora da obra, mencionou ainda na apresentação o facto da edição ter “propositadamente uma grande componente artística, com o objectivo de tornar a leitura mais leve e acessível ao olhar. O mesmo com o tipo de escrita, cuidada mas com simplicidade”.

O livro tem um preço acessível e tradução para inglês, fazendo face a um público cada vez mais internacional e abarcando qualquer poder económico, disse ainda a autora, que adicionou o facto da meta ser abarcar o maior número possível de leitores.
“Mãe, fala para o ouvido bom…” contou também com a participação de vários artistas plásticos e médicos.

A vice-presidente da Câmara de Santarém, Inês Barroso, esteve presente no lançamento, tendo congratulado a autora pela obra, assim como várias entidades representativas de escolas, instituições e outras autarquias.

António Pinto Correia, médico otorrinolaringologista, participou ainda completando algumas das muitas questões colocadas pela audiência, que se mostrou muito participativa e curiosa acerca do livro.

Seguiu-se uma sessão de autógrafos, sendo que agora o livro se encontra à venda em toda a rede de livrarias do país, Brasil e online.

Leia também...

A herdade no Alviela e o pergaminho que ia para o lixo

Pergaminho do século XII salvo do lixo em Vale de Figueira.

Lenda da Sopa da Pedra chega às crianças de todo o mundo através da Expo 2020 Dubai

A lenda da Sopa da Pedra, prato típico de Almeirim, foi incluída…

Associação ‘Praça Maior’ fecha gestão da Praça de Touros ‘Celestino Graça’ com sentido de missão cumprida

A Associação “Praça Maior”, responsável pela organização das corridas de toiros na…

Gilberto Gil dá concerto com Adriana Calcanhotto em Santarém

A 7 de Novembro.