O Santuário de Fátima anunciou hoje a inauguração, no sábado, da exposição temporária “Rosarium: Alegria e Luz, Dor e Glória”, sobre o rosário como caminho para a paz.

A exposição, que acontece 20 anos depois da edição da Carta Apostólica sobre o Rosário “Rosarium Virginis Mariae”, escrita por João Paulo II, e publicada em 16 de Outubro de 2002, visa “proporcionar uma reflexão sobre uma das dimensões mais estruturantes da mensagem de Fátima: rezar o terço para alcançar a paz”, segundo o director do Museu do Santuário de Fátima, Marco Daniel Duarte, citado numa nota sobre a mostra.

“Num mundo assolado pela guerra, o tema pareceu-nos da maior pertinência”, acrescentou este responsável, segundo o qual a exposição tem também o objectivo de apresentar esta temática aos jovens que, em 2023, por ocasião da Jornada Mundial da Juventude, passarem por Fátima, no concelho de Ourém.

Segundo o Santuário, a mostra pretende “pôr em diálogo peças de arte antiga e de arte contemporânea”, apresentando duas obras originais criadas propositadamente para esta exposição: “Saltério”, de Ana Bonifácio, uma peça que trabalha com terços oferecidos ao Santuário de Fátima por peregrinos anónimos, e “In Paradisum”, de Ana Lima-Netto, uma peça que trabalha o tema do Paraíso em diálogo com um Cristo Ressuscitado do século XVII e que pertence à Irmandade dos Clérigos, no Porto.

Além destas peças de arte contemporânea, a exposição integra ainda mais quatro peças que pertencem ao Museu do Santuário de Fátima: “Suspensão”, de Joana Vasconcelos, “Sinais do Presépio”, de Emília Nadal, “Jaz morto e arrefece o Menino de sua Mãe”, de Clara Meneres, e “Apanha do Maná” e “Última Ceia”, de Rolando Sá Nogueira.

Na exposição vão poder ser vistos também terços que pertenceram aos videntes Francisco, Jacinta e Lúcia.

Após a inauguração da exposição, no Convivium de Santo Agostinho (piso inferior da Basílica da Santíssima Trindade), terá lugar no Centro Pastoral de Paulo VI a apresentação do tema do ano pastoral, “Maria levantou-se e partiu apressadamente”, citação bíblica escolhida pelo Papa Francisco como lema da XXVII Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que acontecerá em Lisboa, entre 01 e 06 de Agosto de 2023.

Na ocasião, será também apresentado por Carmo Rodeia, diretora do Gabinete de Comunicação do Santuário de Fátima, o livro ”O jornal Voz da Fátima: 100 anos a olhar o mundo”, surgido no âmbito das comemorações do centenário daquele órgãos oficial do Santuário, que decorreram entre outubro de 2021 e outubro de 2022.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Médico detido por abuso sexual de menores

Um homem de 27 anos foi detido esta manhã no Bairro de…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.