PCP questiona Governo sobre maus cheiros e poluição atmosférica em Alcanena

O PCP questionou o Governo sobre as medidas que vão ser tomadas para pôr cobro aos maus cheiros intensos e poluição atmosférica que está a afectar a saúde e a qualidade de vida das populações de Alcanena, no distrito de Santarém.

Na pergunta dirigida ao Governo, através do Ministério do Ambiente e Ação Climática, a que a Lusa teve hoje acesso, os deputados António Filipe, eleito por Santarém, e Alma Rivera lembram que este problema “arrasta-se há muitos anos e nunca se encontrou uma solução adequada para salvaguardar a qualidade de vida das populações em face da poluição provocada pelas indústrias de curtumes”.

O PCP refere ainda que “as várias soluções preconizadas para resolver esse problema nunca tiveram consequências satisfatórias” e que a população de Alcanena “continua a ser vítima de um atentado ambiental de enormes proporções que põe gravemente em causa a sua saúde e qualidade de vida”.

PUBLICIDADE

Os deputados comunistas dão ainda conta de que, “nos últimos tempos, a situação tem conhecido um agravamento notório, com as populações afectadas por maus cheiros intensos e por poluição atmosférica, que afecta gravemente a saúde e a qualidade de vida das populações”.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS