A Polícia Judiciária (PJ) está a investigar a passagem pelo Convento de Cristo, em Tomar, do autor do ataque a duas mesquitas de Christchurch, na Nova Zelândia, que matou 50 pessoas.

Segundo o Jornal de Notícias, a investigação das autoridades teve início depois de se saber que o atirador, Breton Tarrant, tinha visitado o norte e centro do país. A ida a Tomar de Brenton Tarrant está na mira da PJ, que acredita que a sua visita se prendeu com o Convento de Cristo. O monumento está relacionado com a Ordem dos Templários, responsável por expulsar os muçulmanos da Europa.

PUBLICIDADE

A visita foi revelada pelo próprio no manifesto de 74 páginas que o autor do ataques redigiu e divulgou antes de atacar duas mesquitas na Nova Zelândia, causando a morte a 50 fiéis muçulmanos.

PUBLICIDADE
Leia também...

Salvador, Bebé do Ano em Santarém, recebe cheque-prenda do Correio do Ribatejo/Sonae

Salvador da Silva Carlota foi o primeiro bebé a nascer no dia…

João Manzarra apela à adopção de cães abandonados em Santarém

João Manzarra, conhecido apresentador de televisão, esteve esta sexta-feira, 15 de Novembro,…

Estatuto do Antigo Combatente assegura um “tardio, mas justo reconhecimento”

O parlamento aprovou, no passado dia 23, o Estatuto do Antigo Combatente,…

Empresário de Santarém é o mandatário nacional da candidatura de André Ventura às presidenciais

Rui Paulo Sousa, o empresário de Santarém de 53 anos, vai ser…