População de Vaqueiros volta a reivindicar o regresso da freguesia

A Assembleia de Freguesia da união “Casével -Vaqueiros” aprovou, por unanimidade, no dia 29 de Setembro, mais uma moção para a separação das freguesias.

O historial desta luta, que dura há sete anos, conta com a aprovação de três moções e uma recomendação no mesmo sentido, às quais se juntam ainda três petições e dois abaixo-assinados, pedindo “a reversão célere das freguesias de Vaqueiros e Casével”.

No documento, as populações das freguesias de Casével e Vaqueiros afirmam que não se revêm neste processo de “união de freguesias “, apontando o aumento do “descontentamento” com o adiar sucessivo do processo de reorganização administrativa “cuja revisão consta no actual programa do governo, por uma reforma de acordo com os interesses das populações que deverá ter em conta o parecer das assembleias de freguesia e municipais”.

No mesmo texto, os subscritores apontam a existência de “claras dificuldades em gerir este território extenso e descontínuo em equidade de tratamento dos cidadãos de uma e outra localidade, tendo-se até agravado neste período de vigência o fenómeno do despovoamento” e chamam a atenção para o papel “importantíssimo” das Juntas e Assembleias de Freguesia ao longo de quatro décadas no desenvolvimento das freguesias de Casével e Vaqueiros, “até pelo grande afastamento a sede de concelho (25km) com a introdução de infra-estruturas básicas e outros equipamentos de utilização colectiva e na sua acção de apoio social e defesa do ambiente”.

“Verifica-se que os critérios definidos para avaliação pela comissão técnica nomeada pelo governo , são claramente cumpridos nas duas freguesias ,mas enquanto freguesias independentes com excepção do critério relativo a população e área em uma delas, mas este não deve ser considerado critério essencial tal como sempre manifestou a ANAFRE e a ANMP (história e identidade cultural, eficácia e eficiência na gestão pública, representatividade e vontade politica da população, prestação de serviços à população) e por isso exigimos que os critérios a definir deverão dar oportunidade a reposição das freguesias de Casével e Vaqueiros , concelho de Santarém”, reclamam os subscritores desta moção, enviada ao governo, primeiro-ministro e ministro da Administração Interna, Comissão de Ambiente e Ordenamento do Território da A.R., partidos políticos e presidentes da Câmara e Assembleia Municipal de Santarém.

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS