PS conta espingardas em Santarém para afinar a mira no próximo ciclo eleitoral

A concelhia socialista de Santarém encerrou hoje a sua convenção autárquica com uma homenagem a 39 (ex e actuais) presidentes de junta eleitos nas listas do partido evocando o seu exemplo e forma de estar na política como inspiração para o ciclo eleitoral que se avizinha, nomeadamente a 26 de Maio para o Parlamento Europeu e a 6 de Outubro para a Assembleia da República.

Mariana Vieira da Silva, ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, presente na sessão de encerramento deste evento que decorreu na Casa do Brasil pediu “união e trabalho” aos militantes para reforçar “a vitória do PS” nas próximas europeias, chamando a atenção da importância da participação cívica no sentido de “defender os interesses do País”.

Na sua intervenção, Mariana Vieira da Silva não escondeu o “orgulho do trabalho feito pelo partido”, em particular no que respeita “à devolução de direitos e rendimentos aos portugueses”, mas, avisou, é necessário que o eleitorado volte a depositar a sua confiança no partido para que esse caminho possa continuar a ser seguido.

“Os Portugueses compreenderam o compromisso do PS e avaliam positivamente o trabalho realizado”, analisou a governante que, falando para dentro do partido, apelou a um “esforço conjunto” para “passar a mensagem” às pessoas e recolher propostas.

“Somos um partido de proximidade e a nossa prioridade são as pessoas”, concluiu.

Antes, já o presidente da concelhia de Santarém, José Miguel Noras, já tinha dado o mote: “os presidentes de junta personificam a defesa dos valores, a franqueza e a proximidade. São quem luta, chora, demonstra capacidade de trabalho e chega ao coração das pessoas”.

Sem esconder o objectivo de “reconquistar Santarém” nas próximas eleições autárquicas, Noras deixou também o apelo para que o partido “vá em força para as Europeias”.

*Notícia desenvolvida na edição impressa de 22 de Março

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS

Deixar uma resposta