PSP encerra campo de tiro ilegal em Mação

Treze espingardas e 2400 cartuchos foram apreendidos no domingo, 9 de Agosto, num torneio realizado num campo de tiro ilegal em Mação, durante uma operação da PSP, que também identificou 11 atiradores.

Segundo uma nota da Direção Nacional da PSP, a operação “Tiro Seguro” visava fiscalizar um campo de tiro sem licenciamento no concelho de Mação, tendo acabado por se verificar “em flagrante delito” a existência de um torneio organizado por uma associação, violando o Regime Jurídico das Armas e suas Munições.

Durante a operação foram apreendidas 13 espingardas, 2401 cartuchos calibre 12, dos quais 1125 eram propriedade da associação organizadora, uma máquina de lançar pratos, 4104 pratos, além de equipamento electrónico de apoio ao torneio e documentação de registo relativa ao torneio.

PUBLICIDADE

A PSP adianta ainda que foram identificados 11 atiradores, que serão alvo de processos de contra-ordenação por “desrespeito à obrigação de dar a utilização às armas de acordo com a justificação e pretensão declarada aquando do seu licenciamento” e frequência ou utilização de campo de tiro não licenciado.

Um atirador será também alvo de processo de contra-ordenação por apresentar uma taxa de álcool no sangue superior a 0,5 g/L.

O promotor da iniciativa será alvo de um processo de contra-ordenação por “falta de alvará habilitante para a exploração de carreira de tiro, com coima prevista entre os 5000 euros e 30000 euros”.

No comunicado, a PSP acrescenta que continuará a realizar estas fiscalizações e alerta “todos os cidadãos que pretendam participar em campeonatos e/ou torneios de tiro ou similares verifiquem, sempre, se existe o cumprimento integral de todas as condições legais inerentes a esta actividade”.

Em caso de dúvida, é referido, deve-se contactar a PSP ou consultar a lista dos campos de tiro licenciados, disponível em www.psp.pt.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS