‘Relógio’ Unionista adiantou-se dois pontos, mas a pontaria ficou-se pela hora antiga


Um golo solitário, apontado por Fabinho aos 11 minutos de jogo, rendeu a décima terceira vitória no campeonato à turma escalabitana e encurtou distâncias para o Coruchense (empate a duas bolas, em casa, frente ao U. Tomar) na luta pela subida aos Nacionais, o principal objectivo da turma orientada por Mário Ruas.

A vitória assenta bem à equipa da casa que, contudo, não conseguiu descansar os adeptos até ao derradeiro minuto de jogo, já que não soube concretizar as inúmeras oportunidades que teve para ‘matar’ a partida.

No primeiro tempo, o único lance de perigo do Fazendense junto à baliza de Coli foi um remate cruzado, à passagem do minuto 43, com Bernardo Jorge a levar a bola com estrondo ao travessão.

Com os relógios a adiantar uma hora na madrugada de domingo, a pontaria dos avançados unionistas parece ter ficado pela hora antiga, tantas foram as oportunidades não concretizadas.

Quatro minutos depois do golo apontado por Fabinho, gritou-se penalty no Chã das Padeiras, por carga sobre Pratas, na altura em que o avançado se preparava para rematar à baliza.

Ainda no primeiro tempo, a União dispôs de três lances de bola parada mas os remates sobrevoaram todos o travessão da baliza à guarda de Zé Vieira.

Após o intervalo, a União continuou as deambulações rápidas do seu ataque, mas sem sucesso no capítulo da finalização, com Fabinho, Pedro Augusto e os seus substitutos, Telmo e Noque a continuarem a tarde desinspirada no capítulo da concretização e apenas nesse, já que a equipa procurou jogar sempre rápido e construir oportunidades que justificariam sair do Chã das Padeiras com mais do que a vantagem mínima.

A jornada acabou por ser favorável à turma unionista que beneficiou do empate caseiro do seu adversário directo e líder do campeonato, o Coruchense.

Em face disso, o ‘relógio’ Unionista adiantou-se dois pontos, mas a pontaria ficou-se pela hora antiga…

Jogo no Campo Chã das Padeiras, em Santarém.

Árbitro: Antony Silva, assistido por Afonso Claudino e Pedro Santos.

UD Santarém: Coli, Tomás, Ronny, Ricardão, Serginho, David, Ganhão, Leo (António,70’), Pratas, Pedro Augusto (Noque, 70’) e Fabinho (Telmo, 58’).

Suplentes não utilizados: Diogo, Bexiga, Tiago e Adilson.

Treinador: Mário Ruas.

Acção disciplinar: Cartões amarelos para Leo (34’) e Pratas (90+3’)

AD Fazendense: Zé Vieira, Patrício, Matias, Benny, André Rocha (Isas, 81’), Bernardo Jorge (Tigas, 65’), Liká, Samuel (Rama, 65’), Fábio (Laranjeiro, Reatamento), David (Wilson, Reatamento), Aldo.

Treinador: Gonçalo Carvalho.

Acção disciplinar: Cartão amarelo para Patrício (77’).

Golo: 1-0 Fabinho (11’).

Ao intervalo: 1-0.

Resultado final: 1-0.

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS