A Câmara Municipal de Rio Maior pediu ao governo, na quarta-feira, 12 de Maio, um reforço no apoio ao sector da restauração para fazer face às receitas perdidas aquando do retrocesso nas medidas de desconfinamento.

Na missiva enviada ao Ministro da Economia, o presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, Filipe Santana Dias, solicita que os empresários do sector da restauração do concelho de Rio Maior possam “usufruir do apoio extraordinário no âmbito da Covid-19”, uma medida que o governo pretende atribuir aos concelhos que estiveram ou venham a estar mais de uma quinzena nas restrições Nível 4.

O concelho de Rio Maior, assim como outros concelhos do País, para além de não terem passado para o nível 2 do desconfinamento, foram alvo de retrocesso para o nível 4 no plano.

“As duas semanas de retrocesso vieram acentuar de forma mais intensa as dificuldades que o sector já vinha sentindo no nosso concelho, com a agravante de muitos empresários terem sido surpreendidos com a situação após terem feito grandes investimentos na remodelação dos seus espaços”, assinala o autarca.

PUBLICIDADE

Filipe Santana Dias adianta que o sector da restauração do concelho apostou em “melhores condições das suas esplanadas de modo a poderem receber os seus clientes com todas as condições de segurança”.

PUBLICIDADE
Leia também...

Mercadona cria 65 novos empregos com abertura de nova loja em Santarém

Em 2022.

Mercadona constrói maior bloco logístico da empresa em Almeirim

A Mercadona, maior cadeia espanhola de supermercados, anunciou que vai construir um…

‘Casa em Santarém’ nomeada para o prémio internacional de arquitectura

O projecto ‘Casa em Santarém’ da empresa dp arquitectos está nomeado para…

Moinho de Fau e Restaurante no Jardim das Portas do Sol colocados em hasta pública

A Câmara Municipal de Santarém vai realizar um hasta pública, no próximo…