Um surto por covid-19 que infectou cerca de 80 utentes e funcionários no lar da Santa Casa da Misericórdia de Abrantes já causou sete mortes, mas a situação apresenta-se “estabilizada”, disse o presidente da Câmara Municipal.

De acordo com Manuel Jorge Valamatos, a “sectorização” da instituição “resultou” e a “situação estabilizou”.

Para o autarca, a criação de duas alas para separação de pessoas positivas ao vírus SARS-CoV-2 e não positivas foi a medida que permitiu conter a propagação do surto, que já atingiu um total de 82 pessoas, na sua maioria utentes da instituição.

PUBLICIDADE

O presidente da Câmara de Abrantes deu ainda conta dos resultados da segunda bateria de testes, conhecidos no fim de semana.

“Dos 80 profissionais que voltaram a ser testados [e que haviam dado negativo na primeira ronda de testes] tivemos quatro casos positivos, dos 45 utentes que foram testados [que também haviam dado negativo na primeira bateria de testes] nenhum deu positivo, dos profissionais que estiveram positivos e que voltaram a ser testados, há oito que recuperaram e, infelizmente, temos sete óbitos [todos utentes] e cinco pessoas hospitalizadas”, precisou o presidente da Câmara de Abrantes.

Além dos cinco idosos que estão internados no hospital de Abrantes, os outros utentes infectados têm “sintomas ligeiros”, sem necessidade de hospitalização, acrescentou.

No total, estão agora infectadas 65 pessoas.

“Desejamos que a situação possa normalizar rapidamente para descanso de todos e para proceder também aos processos de vacinação para que a normalidade volte à instituição”, disse ainda o autarca.

O início da vacinação contra a covid-19 na instituição estava agendada para dia 25 de Janeiro, mas os casos de infecção por SARS-CoV-2 obrigaram a adiar o processo, na sequência deste surto detectado na ERPI – Estrutura Residencial Para Idosos da Santa Casa da Misericórdia de Abrantes.

Os primeiros oito casos de infecção foram detectados no fim de semana de 24 e 25 de Janeiro, em quatro utentes e em quatro funcionários.

Com as valências de Lar, centro de dia, apoio domiciliário e creche/jardim de infância, a Santa Casa da Misericórdia de Abrantes tem um total de cerca de 120 trabalhadores e 105 utentes em lar.

Segundo dados de domingo, desde o início da pandemia, o concelho de Abrantes já registou 1.435 casos de infecção, com 50 óbitos confirmados e 891 pessoas recuperadas da doença.

PUBLICIDADE
Leia também...

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Morreu Asdrúbal, figura de Santarém

Asdrúbal, figura icónica e popular de Santarém, faleceu na madrugada deste domingo,…

Condutor não respeita ordem de paragem e foge durante 25 km à GNR

Um homem de 31 anos foi detido e aguarda julgamento em prisão…

GNR detém dono de café por violação do confinamento

A Guarda Nacional Republicana (GNR) deteve, no sábado, o dono de um…