O CCS – Círculo Cultural Scalabitano – Teatro Taborda recebeu ontem, dia 20 de Abril, a estreia do Documentário “Plano B”, seguido de Conversa com Joaquim Correia Bernardo, Capitão responsável pelo plano de operações do “Plano B”, juntamente com Nuno Domingos, vereador da Cultura da Câmara de Santarém e de Maria de Lurdes Lopes, Jornalista da Agência Lusa.

O Documentário trata “O Plano B”, produzido pela Comemorações Populares do 25 de Abril – Associação Cultural e realizado pela produtora Tremoço.

O Documentário retrata o episódio em que, “Naquele dia de Novembro de 1973, a pretexto de ir provar o vinho, um grupo de oficiais juntou-se em Aveiras, na adega do então capitão Capão, para acertar a operação. Era um segredo muito bem divulgado. Todos sabiam que iria acontecer aquela prova de vinho novo. Todos, excepto os envolvidos. Ignoravam a verdadeira motivação do encontro. Ali viria a ficar tudo decidido. Quem faz o quê, com que meios, como”.

Na conversa com Berta Pereira, Correia Bernardo explica que “Voltar àquele local, após tantos anos, foi um desfiar de memórias e de emoções do Coronel Correia Bernardo. Com olhar brilhante e voz embargada, foi descrevendo: Eu estava aqui, com o Maia! Ali estava o Vasco Lourenço! Daquele lado os paraquedistas!… e o Vasco a certa altura avançou: – Vocês de Santarém é que vão avançar! – Nós, mas nem temos munições!… (é verdade, o paiol tinha explodido uns anos antes e…). depois de um breve silencio, Santarém respondeu – Está bem. Dêem-nos algum tempo para preparação e nós avançamos. Depois foi o regresso a Santarém e nem o Maia, nem o Bernardo, disseram palavra. O peso da responsabilidade e do desafio sobre os jovens ombros.

Era um caminho sem retorno. E se as coisas não corressem bem em Lisboa? O que fazer a seguir? Havia que acautelar essa possibilidade. Assegurar o regresso da coluna e…

No silêncio apenas cortado pelo barulho suave do motor do automóvel, aquelas duas cabeças, pesavam possibilidades, mediam riscos, acautelavam meios. Começara o planeamento da operação…”.

Nesta iniciativa, integrada no programa das comemorações do 25 de Abril, contou com a participação de Ricardo Gonçalves, presidente da Câmara de Santarém, Eliseu Raimundo, presidente do CCS, João Luiz Madeira Lopes, presidente da Comemorações Populares do 25 de Abril – Associação Cultural, Correia Bernardo lembrou que “a Democracia abriu a porta da Liberdade”.

No final do Documentário, o público teve oportunidade de ouvir de viva voz, alguns testemunhos e memórias dos que conviveram, de perto, com o Coronel Correia Bernardo e com o Capitão Salgueiro Maia, tais como: João Luiz Madeira Lopes, Raúl Melo Santos ou Zeferino Silva.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…