Foto ilustrativa

As temperaturas vão sofrer no sábado e domingo uma subida acentuada acima da média para o mês de abril, prevendo-se máximas acima dos 30 graus, em especial no Alentejo e Vale do Tejo, disse a meteorologista Patrícia Gomes.

Em declarações à Lusa, a meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), adiantou que para hoje ainda está prevista chuva para as regiões do Norte e Centro que será mais frequente na região do Minho e Douro litoral, mas já está prevista uma ligeira subida das temperaturas.

“A maior subida será para amanhã, sábado, onde se espera que em alguns locais do país seja acentuada. Estamos a falar de variações comparando com o dia de hoje entre 6 a 8 graus. No domingo vamos ter uma outra subida de temperatura mais significativa nas regiões do litoral e aí já vamos ter valores da temperatura bastante elevados um pouco por todo o território. Estamos a falar de valores acima de 30 graus em alguns locais como o Alentejo e a região do Vale do Tejo”, adiantou.

Segundo Patrícia Gomes, segunda-feira será o dia mais quente com as temperaturas a variar entre os 28 e os 29 graus e acima dos 30 em alguns locais, sendo que no Vale do Tejo e Alentejo, serão valores próximos dos 34 graus.

“Será uma situação relativamente pontual. A temperatura começa a subir hoje, mas a partir de terça-feira, dia 18, espera-se uma descida gradual dos valores da temperatura. Nos primeiros dias da semana os valores estarão elevados e no final muitos locais voltam e a ter temperaturas mais habituais para esta altura do ano entre os 20 e os 25 graus, no Alentejo estará acima”, indicou.

A meteorologista do IPMA destacou que os valores da temperatura estão acima do que é normal para a época.

“Em alguns locais estamos a falar de variações 5 a 7 graus acima do que é normal para esta época do ano”, disse.

Devido à previsão do estado do tempo para os próximos dias, o perigo de incêndio rural vai agravar-se em Portugal continental.

“O perigo de incêndio rural vai subir pelos valores de temperatura. A situação sinótica leva a que o tempo seja seco. Os valores da humidade relativa serão relativamente baixos sobretudo no interior e nas regiões do Alentejo e também pelo vento que pontualmente será mais intenso, em especial nas terras altas. Este conjunto de fatores vai fazer com que o perigo aumente um pouco por todo o país”, concluiu.

De acordo com o IPMA, os concelhos de Tavira e São Brás de Alportel, no distrito de Faro, mentem-se hoje em perigo máximo de incêndio rural.

O IPMA colocou também os concelhos de Sardoal e Mação (Santarém), Gavião (Portalegre), Aljezur, Lagos, Portimão, Monchique, Silves, Loulé, Alcoutim e Castro Marim (Faro) em perigo muito elevado de incêndio.

Mais de 40 concelhos dos distritos de Faro, Beja, Évora, Leiria, Santarém, Portalegre, Castelo Branco, Viseu, Guarda e Bragança estão também em perigo elevado de incêndio.

O IPMA prevê até terça-feira um agravamento do perigo de incêndio, que se estenderá por uma área maior.

O perigo de incêndio, determinado pelo IPMA, tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo.

Os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Médico detido por abuso sexual de menores

Um homem de 27 anos foi detido esta manhã no Bairro de…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

O amargo Verão dos nossos amigos de quatro patas

Com a chegada do Verão, os corações humanos aquecem com a promessa…