O Município de Azambuja voltou a promover a iniciativa “Um Dia no Campo”, que decorreu no dia 29 de Junho, entre as 09h30 e as 15h00, no Parque Biológico e Ambiental na freguesia de Aveiras de Baixo.

A autarquia envolveu nesta acção cerca de 1600 participantes, entre idosos e crianças desde o ensino pré-escolar (público e privado), do 1º ciclo e de várias IPSS, bem como os utentes da Cerci-Flor da Vida. Na organização da catividade, os serviços municipais contaram com a colaboração de várias entidades que apresentaram ateliers com informação e experiências relativas à proteção da Natureza e à adoção de hábitos de vida mais saudáveis e ecológicos.

A actividade teve como objectivos a integração na política de educação ambiental do município. Dessa forma, pretendeu-se contribuir para a defesa e valorização das florestas, da agricultura e do meio ambiente, bem como motivar os cidadãos, sobretudo os mais jovens, para o uso racional dos recursos naturais.

A iniciativa consistiu na realização de 36 ateliers dinamizados por diversas entidades públicas e privadas e serviços internos de diversas áreas do Município. O espaço do evento esteve dividido em duas zonas:

A zona 1 foi dedicada a ateliers e expositores, que contou com a participação de Águas de Azambuja – um expositor com ofertas e surpresas para todos os visitantes, a AVIPRONTO – atelier “Um dia no Campo com a AVIPRONTO”, a GERTAL – degustação de sumos frescos de frutas, o atelier “Palco da Ciência” – um laboratório de plantas, a AUCHAN – workshops com nutricionistas da Auchan, a Santa Casa da Misericórdia de Azambuja – “A Roda das Boas Práticas”, a CPCJ de Azambuja – teatro “João Poluição” que consistiu num teatro de fantoches, os Bombeiros Voluntários de Alcoentre e os Bombeiros Voluntários de Azambuja – demonstração da atividade de um bombeiro, os Escoteiros de Vila Nova da Rainha – demonstrações do que se aprende nos escoteiros, alguns jogos e brincadeiras, a Herdade da Hera – actividades no campo, o ICNF – expositor sobre o impacto das espécies exóticas invasoras na conservação da natureza, os Escuteiros 1382 de Azambuja – atividade “Aprender Fazendo”, a CERCI – Flor da Vida – atividades “Horta em Casa”, “Vamos à pesca” e “Passear de Elétrico”, o EVOA – espaço didático de visitação e observação de aves, o Enxame de Abelhas – workshop sobre o apicultor e a problemática da Vespa Asiática e o Eco-Ambiente – atividade promotora dos benefícios ambientais das bicicletas com a iniciativa “Eco-Rally”.

Os serviços internos da Câmara Municipal de Azambuja, também participaram, com uma Oficina de Cana Rachada – promovida pela Divisão de Cultura, um atelier de actividades exploratórias e sensorial “Uma Aventura com sentidos” – promovida pela Divisão de Intervenção Socioeducativa (Azambuja Integra, Saúde e Ação Social, EMIC, Educação e Viagens do Zambujinho), o atelier “Reinventa a natureza com a BICA” – promovida pela Rede de Bibliotecas Municipal de Azambuja, o atelier de Origami – promovido pela UTICA, um espaço de jogos tradicionais – promovido pela Divisão de Desporto e Juventude, um expositor com a demonstração da actividade dos Sapadores Florestais – promovida pelos Sapadores Florestais, um expositor da DIOM e Ambiente – iniciativas “Acolher, Cuidar e Proteger” e “Ciência ou Magia”,

Nesta primeira zona, o Agrupamento de Escolas de Azambuja esteve a marcar presença com a iniciativa “Eco Escolas” e um atelier com os alunos do Curso Profissional de Multimédia, o Agrupamento de Escolas do Alto de Azambuja com uma actividade de preservação do Paul de Manique do Intendente, o Agrupamento de Escolas de Vale Aveiras com a apresentação de trabalhos alusivos ao projecto ambiental e um jogo “Disco do Ambiente de Aveiras” e, por último a Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas do Alto de Azambuja, com a oferta de águas.

A zona 2 destacou-se por ser um laboratório de rios, que contou com a participação da ASPEA – Associação Portuguesa de Educação Ambiental – iniciativa “A problemática das invasoras”, a Faculdade de Engenharia da Universidade Lusófona – iniciativa “Geodiversidade para todos”, a Associação Tempos Brilhantes – atividade exploratória “Invisíveis – um novo olhar na natureza”, a GEOTA/BIOTA – iniciativa “Vem explorar a Biodiversidade” com jogos e um percurso pedestre, a E.RIO – requalificação do Ribeiro de Aveiras, a Águas do Tejo Atlântico – jogos e actividades sobre a água potável e o saneamento e por fim, o Projecto Peixes Nativos da MARE ISPA – workshop promovido por biólogos do MARE ISPA, com identificação das espécies do Ribeiro de Aveiras, em parceria com a turma do 4º ano da EB Boavida Canada. 

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Médico detido por abuso sexual de menores

Um homem de 27 anos foi detido esta manhã no Bairro de…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.