O Município de Azambuja voltou a promover a iniciativa “Um Dia no Campo”, que decorreu no dia 29 de Junho, entre as 09h30 e as 15h00, no Parque Biológico e Ambiental na freguesia de Aveiras de Baixo.

A autarquia envolveu nesta acção cerca de 1600 participantes, entre idosos e crianças desde o ensino pré-escolar (público e privado), do 1º ciclo e de várias IPSS, bem como os utentes da Cerci-Flor da Vida. Na organização da catividade, os serviços municipais contaram com a colaboração de várias entidades que apresentaram ateliers com informação e experiências relativas à proteção da Natureza e à adoção de hábitos de vida mais saudáveis e ecológicos.

A actividade teve como objectivos a integração na política de educação ambiental do município. Dessa forma, pretendeu-se contribuir para a defesa e valorização das florestas, da agricultura e do meio ambiente, bem como motivar os cidadãos, sobretudo os mais jovens, para o uso racional dos recursos naturais.

A iniciativa consistiu na realização de 36 ateliers dinamizados por diversas entidades públicas e privadas e serviços internos de diversas áreas do Município. O espaço do evento esteve dividido em duas zonas:

A zona 1 foi dedicada a ateliers e expositores, que contou com a participação de Águas de Azambuja – um expositor com ofertas e surpresas para todos os visitantes, a AVIPRONTO – atelier “Um dia no Campo com a AVIPRONTO”, a GERTAL – degustação de sumos frescos de frutas, o atelier “Palco da Ciência” – um laboratório de plantas, a AUCHAN – workshops com nutricionistas da Auchan, a Santa Casa da Misericórdia de Azambuja – “A Roda das Boas Práticas”, a CPCJ de Azambuja – teatro “João Poluição” que consistiu num teatro de fantoches, os Bombeiros Voluntários de Alcoentre e os Bombeiros Voluntários de Azambuja – demonstração da atividade de um bombeiro, os Escoteiros de Vila Nova da Rainha – demonstrações do que se aprende nos escoteiros, alguns jogos e brincadeiras, a Herdade da Hera – actividades no campo, o ICNF – expositor sobre o impacto das espécies exóticas invasoras na conservação da natureza, os Escuteiros 1382 de Azambuja – atividade “Aprender Fazendo”, a CERCI – Flor da Vida – atividades “Horta em Casa”, “Vamos à pesca” e “Passear de Elétrico”, o EVOA – espaço didático de visitação e observação de aves, o Enxame de Abelhas – workshop sobre o apicultor e a problemática da Vespa Asiática e o Eco-Ambiente – atividade promotora dos benefícios ambientais das bicicletas com a iniciativa “Eco-Rally”.

Os serviços internos da Câmara Municipal de Azambuja, também participaram, com uma Oficina de Cana Rachada – promovida pela Divisão de Cultura, um atelier de actividades exploratórias e sensorial “Uma Aventura com sentidos” – promovida pela Divisão de Intervenção Socioeducativa (Azambuja Integra, Saúde e Ação Social, EMIC, Educação e Viagens do Zambujinho), o atelier “Reinventa a natureza com a BICA” – promovida pela Rede de Bibliotecas Municipal de Azambuja, o atelier de Origami – promovido pela UTICA, um espaço de jogos tradicionais – promovido pela Divisão de Desporto e Juventude, um expositor com a demonstração da actividade dos Sapadores Florestais – promovida pelos Sapadores Florestais, um expositor da DIOM e Ambiente – iniciativas “Acolher, Cuidar e Proteger” e “Ciência ou Magia”,

Nesta primeira zona, o Agrupamento de Escolas de Azambuja esteve a marcar presença com a iniciativa “Eco Escolas” e um atelier com os alunos do Curso Profissional de Multimédia, o Agrupamento de Escolas do Alto de Azambuja com uma actividade de preservação do Paul de Manique do Intendente, o Agrupamento de Escolas de Vale Aveiras com a apresentação de trabalhos alusivos ao projecto ambiental e um jogo “Disco do Ambiente de Aveiras” e, por último a Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas do Alto de Azambuja, com a oferta de águas.

A zona 2 destacou-se por ser um laboratório de rios, que contou com a participação da ASPEA – Associação Portuguesa de Educação Ambiental – iniciativa “A problemática das invasoras”, a Faculdade de Engenharia da Universidade Lusófona – iniciativa “Geodiversidade para todos”, a Associação Tempos Brilhantes – atividade exploratória “Invisíveis – um novo olhar na natureza”, a GEOTA/BIOTA – iniciativa “Vem explorar a Biodiversidade” com jogos e um percurso pedestre, a E.RIO – requalificação do Ribeiro de Aveiras, a Águas do Tejo Atlântico – jogos e actividades sobre a água potável e o saneamento e por fim, o Projecto Peixes Nativos da MARE ISPA – workshop promovido por biólogos do MARE ISPA, com identificação das espécies do Ribeiro de Aveiras, em parceria com a turma do 4º ano da EB Boavida Canada. 

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…