Dezenas de elementos da primeira Companhia de Comandos criada em Moçambique, que integrava soldados da metrópole e das colónias, comemoraram os 50 anos de existência do curso, no passado dia 23 de Abril, em Almeirim.

Durante a manhã, vários Comandos marcaram presença num homenagem aos tombaram em combate durante a guerra do Ultramar, com deposição de flores entregues pelos Escuteiros de Almeirim e ao som da Banda Marcial de Almeirim, onde se seguiu um minuto de silêncio, em honra dos falecidos.

Cândido de Azevedo, organizador da iniciativa, afirma que nos Comandos “não há grandes diferenças e é o espírito que nos une, sejam eles comandantes, sargentos ou praças”, acrescentando que os integrantes deste curso, onde participaram 400 homens e só 90 tirou aproveitamento, estiveram durante dois anos “em guerra pura”.

O organizador recorda ainda que o regimento de Comandos, comandado por Jaime Neves, esteve “com as suas tropas da Amadora no Terreiro do Paço e participou no 25 de Abril”.

“Geralmente a extrema esquerda rotula-nos de que fomos contra-revolucionários, não é verdade. O 25 de Abril tomou outro rumo, um desvio, e então os Comandos tiveram de intervir no 25 de Novembro para repor o espírito que animou o 25 de Abril”, ressalva.

A iniciativa prosseguiu com um almoço na Quinta da Feteira, em Fazendas de Almeirim, e contou com o apoio de diversas empresas e entidades da cidade de Almeirim.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…