Alpiarça apresenta segunda fase do projecto Requalificação do Mercado e do Centro Cívico

O Município de Alpiarça apresentou publicamente, no dia 23 de Outubro, a segunda fase do projecto de Requalificação do Mercado e do Centro Cívico de Alpiarça, que contou com a presença de Mário Pereira, Presidente da Câmara Municipal de Alpiarça, e os autores do projecto de arquitectura e especialidades, Pedro Oliveira e Ricardo Vaz.

A segunda fase do projecto de Reabilitação e Adaptação do Mercado Municipal de Alpiarça centra-se na conclusão das obras inacabadas na primeira fase e na área envolvente do Centro Cívico até à Igreja de S. Eustáquio.

A empreitada prevê a conclusão das galerias do Mercado Municipal, que permitirá a criação de um espaço multiusos que poderá servir diversos fins comerciais, com diferentes métricas e configurações, uma vez que a configuração das galerias poderá ser alterada com a simples abertura ou fecho de portas.

PUBLICIDADE

Nesta segunda fase, a obra de maior impacto para todo o Mercado será os trabalhos de arranjos exteriores que vão permitir uma visibilidade totalmente diferente do mesmo. A intervenção prevê criação de várias bolsas de estacionamento em torno do Mercado, oferecendo condições semelhantes às das grandes superfícies comerciais, sendo a questão de mobilidade urbana prioritária.

Estas condições serão criadas com a demolição de edificado circundante do mercado que se encontra em ruínas, e criação de uma zona ajardinada com sombras e locais que promovem a interacção social.

A articulação entre o Mercado Semanal e o Mercado Municipal, vai trazer ligação em várias vertentes transformando o local num verdadeiro centro cívico e aberto a toda a Vila e serviços circundantes.

Apresentação Pública da segunda fase do projecto decorreu no Mercado Municipal.

Intervenção na Mobilidade Urbana

A mobilidade urbana é uma prioridade para o Município de Alpiarça. Segundo a autarquia, os espaços criados em torno do mercado terão o mínimo de barreiras físicas possíveis, não existindo ressaltos, passeios altos, ou pavimentos de difícil progressão.

A parte exterior do mercado será também alvo de uma extensa intervenção, tendo em conta que estes locais são sítios de convívio social, agregação e convívio da população.

O jardim, pertencente à Igreja, vai integrar a zona de mobilidade que a autarquia pretende criar desde a Zona do Clube Desportivo os Águias, Praça José Rodrigues Faustino Pinhão, Igreja e Mercado Municipal, sendo assim criado um eixo de mobilidade urbana ligando vários sectores do comércio tradicional e serviços (Banco, Correios, Finanças e Conservatória).

O Município de Alpiarça já lançou o concurso público para a empreitada de execução.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS