Cerca de 1,2 milhões de alunos do ensino obrigatório começam mais um ano lectivo, que contará com um plano de recuperação de aprendizagens ainda em ambiente pandémico e sob apertadas regras de controlo de contágio da covid-19.

Entre hoje e sexta-feira começa o regresso às escolas que, segundo directores e professores, será mais complicado do que os anteriores, uma vez que se espera que muitos alunos comecem as aulas sem todos os professores atribuídos.

As escolas nas zonas de Lisboa e Vale do Tejo e do Algarve são as mais afectadas pelas baixas médicas e reformas – este ano já se aposentaram quase 1.600 professores – que fazem com que faltem docentes.

No entanto, quando os alunos chegarem às escolas, o ambiente será semelhante ao do ano passado: Há corredores de circulação, higienização regular das mãos e dos espaços e os alunos continuam a poder estar apenas com os colegas da sua “bolha”.

PUBLICIDADE

A partir do 2.º ciclo, a máscara é de uso obrigatório para todos os que atravessam os portões da escola, enquanto para os do 1.º ciclo a sua utilização é apenas recomendada, tal como já acontecia desde meados do passado ano lectivo.

PUBLICIDADE
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Leia também...

Câmara de Santarém paga transporte escolar para todos os alunos do concelho

A Câmara Municipal de Santarém vai pagar, no próximo ano lectivo, a…

VÍDEO | Escola D. João II, em Santarém, recebe Sala do Futuro

Foi inaugurada esta quinta-feira, 26 de Setembro, na Escola D. João II,…

Alunos, professores, funcionários e pais do AE Ginestal Machado unidos pela dança (c/vídeo)

Manuela Candeias e Sara Gabriel, docentes do Agrupamento de Escolas Dr. Ginestal…

Alunos e professores estreiam novas instalações da Escola do Sardoal

Os alunos e professores da Escola Básica e Secundária Drª Maria Judite…