O prestigiado cavaleiro tauromáquico António Ribeiro Telles foi colhido com gravidade durante a lide do seu segundo toiro, na corrida que se realizou na tarde do pretérito domingo, 15 de Agosto, em Reguengos de Monsaraz.

Segundo informação, entretanto, obtida junto de amigos aficionados, a colhida ocorreu quando António Ribeiro Telles cravava um ferro curto, com o toiro a arremeter violentamente contra o cavalo, provocando aparatosa queda do marialva da Torrinha. Com o cavaleiro caído na arena o toiro investiu várias vezes sobre si, dificultando o acesso de quem afanosamente tentava socorrê-lo afastando o toiro daqueles terrenos. António sofreu um forte traumatismo craniano, tendo mesmo chegado a ocorrer uma paragem cardiorrespiratória, valendo a pronta intervenção da equipa médica chefiada pelo Dr. António Peças, que se encontrava a prestar serviço na praça, e que, dada a sua especialização em traumatologia, foi fundamental para socorrer o toureiro no estado gravíssimo em que se encontrava.

O “Maestro dos Anos 90”, como se lhe referia, rejubilante, o saudoso bandarilheiro Ludovino Bacatum, recuperou os sentidos já na enfermaria, estando bastante exaltado, mas sofreu uma paragem cardiorrespiratória quando era entubado, de que recuperou. Foi sedado e entubado, procedimento que é apontado como normal nestas situações, para que se possa ir avaliando a evolução do seu estado clínico, mantendo-o adormecido.

Após ter sido eficientemente socorrido na enfermaria da Praça de Toiros de Reguengos de Monsaraz, António Ribeiro Telles foi transportado ao Hospital do Espírito Santo, em Évora, com acompanhamento do médico da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Hospital de Évora. Segundo declarações prestadas por seu irmão Manuel Ribeiro Telles, António realizou uma tomografia axial computorizada (TAC) no Hospital do Espírito Santo, a qual, felizmente, não evidenciou nenhum problema neurológico.

PUBLICIDADE

Entretanto, o consagrado cavaleiro coruchense ficou em observação na unidade de emergência do Hospital, de modo a descartar eventuais lesões na sequência do traumatismo craniano com perda de consciência, ponderando-se a possibilidade de ser oportunamente transferido para o Hospital do SAMS, em Lisboa.

Este era o quadro clínico de António Ribeiro Telles à hora do fecho desta edição de “Ecos do Burladero”. Formulamos os nossos sinceros votos de um pleno e rápido restabelecimento, pois António Ribeiro Telles é daqueles toureiros por quem parece que o tempo não passa, continuando no plano habitual de primeiríssima figura entre os cavaleiros tauromáquicos. Força, Maestro!

Ludgero Mendes

PUBLICIDADE
Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…

Morreu Asdrúbal, figura de Santarém

Asdrúbal, figura icónica e popular de Santarém, faleceu na madrugada deste domingo,…