A Câmara Municipal de Abrantes, numa aposta na salvaguarda e na difusão de informação histórica, concluiu recentemente o trabalho de preservação, conservação e restauro de documentos originais, tidos como preciosos, onde se incluem o livro nº 1, registo da correspondência recebida (1591-1603), róis de bens, tombos, inventários e testamentos.

Em comunicado, a autarquia refere que “para este trabalho, foi contratada mão-de-obra especializada e utilizados materiais e técnicas que cumprem os códigos deontológicos da área da conservação e restauro, obedecendo ao princípio do respeito pela obra de arte, pela durabilidade e reversibilidade e pela sua compatibilidade com os materiais constituintes da obra”.

Com esta intervenção vai ser possível a consulta presencial destas fontes de informação por parte de investigadores, bem como a sua consulta virtual, uma vez que se encontram em formato digital e que, após o devido tratamento técnico, irão ser disponibilizados a partir do repositório digital do Município cujo desenvolvimento se encontra na sua fase final.

A Câmara de Abrantes afirma está a apostar “fortemente na digitalização, não só dos documentos, como também ao nível da disponibilização de serviços a todos os munícipes como forma de os aproximar mais à autarquia”.

PUBLICIDADE

Espaço de cultura e também de investigação, o Arquivo Municipal de Abrantes desempenha um papel fundamental na construção da memória colectiva e está empenhado em continuar o trabalho de preservação, conservação e restauro de documentos originais de forma a facilitar a sua compreensão, bem como o seu aspecto estético, histórico e a sua integridade física.

Por outro lado, o Arquivo continua o trabalho de digitalização em massa da documentação mais solicitada, como é o caso dos processos de obras particulares, sendo uma das etapas-chave para servir de forma mais célere os serviços internos e os munícipes.

Na quarta-feira, dia 9 de Junho, celebrou-se o Dia Internacional dos Arquivos. O Arquivo Municipal de Abrantes, que tem cada vez mais importância na salvaguarda e difusão da informação histórica, pode ser visitado de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h30 e das 14h às 17h30.

PUBLICIDADE
Leia também...

Lenda da Sopa da Pedra chega às crianças de todo o mundo através da Expo 2020 Dubai

A lenda da Sopa da Pedra, prato típico de Almeirim, foi incluída…

Feira Nacional da Agricultura realiza-se entre 9 e 13 de Junho em Santarém

A Feira Nacional da Agricultura/Feira do Ribatejo (FNA) vai realizar-se entre 9…

Gilberto Gil dá concerto com Adriana Calcanhotto em Santarém

A 7 de Novembro.

“Inspiro-me muito nas minhas vivências e nas raízes em Alpiarça“

Joana Almeirante é natural do concelho de Santa Maria da Feira, mas…