A Associação de Moradores (AMCHS) realizou na manhã do passado sábado, dia 20, um “simulacro de visita turística” pelo Centro Histórico de Santarém, pretendendo com isso “simular a oferta turística que um visitante encontra ao chegar à cidade, bem como as dificuldades com que se depara para visitar os locais de maior interesse”, informa a associação em nota enviada ao ‘Correio do Ribatejo’.

“Com base no Plano Estratégico de Valorização Turística para o Município de Santarém (Novembro de 2018) e em plataformas web de viagens”, a associação identificou previamente os monumentos e locais a visitar, tendo sido seleccionado o seguinte percurso: Largo Infante Santo, Mercado Municipal, Capela de Nossa Senhora do Monte, Convento de São Francisco, Igreja de Santa Clara, Igreja de Nossa Senhora da Piedade, Museu Diocesano, Sé de Santarém, Rua Pedro Canavarro, Posto de Turismo, Igreja de São Nicolau, Teatro Sá da Bandeira, Igreja da Misericórdia, Igreja do Santíssimo Milagre, Biblioteca Municipal, Igreja da Graça, Igreja de Santa Maria de Marvila, Torre das Cabaças, Igreja de São João do Alporão, Igreja de Santa Maria da Alcáçova, Jardim das Portas do Sol e Urbi Scallabis – Centro de Interpretação.

Dos monumentos e pontos de interesse visitados, informa a associação de moradores na mesma nota, “o Mercado Municipal (em obras), a Capela de Nossa Senhora do Monte, a Igreja de Santa Clara, o Teatro Sá da Bandeira, a Biblioteca Municipal, a Torre das Cabaças, a Igreja de São João do Alporão (em obras), a Igreja de Santa Maria da Alcáçova e o Centro de Interpretação Urbi Scallabis encontravam-se fechados, sendo que o Teatro e a Biblioteca dispunham de indicação do horário de abertura, que não incluía o sábado”.

“Em sentido oposto”, refere a nota, “no Convento de São Francisco, no Museu Diocesano, na Igreja da Misericórdia e na Igreja da Graça, bem como no Posto de Turismo, os elementos da AMCHS que integraram a comitiva foram amavelmente recebidos por guias turísticos que se encontravam no local e prestaram todas as informações solicitadas, nomeadamente no que diz respeito ao horário de funcionamento”.

PUBLICIDADE

Segundo a associação, deste “simulacro” “foram evidentes quatro realidades que há muito tempo a AMCHS tem chamado a atenção e para as quais tem apresentado propostas de intervenção ao Executivo Municipal, nomeadamente: a deslocalização da paragem dos autocarros turísticos da Av. António dos Santos para o Largo Infante Santo; necessidade urgente de dignificar as entradas no Centro Histórico, nomeadamente através da Rua Alexandre Herculano (Calçada do Monte) e da Rua Pedro Canavarro; criação de sinalética uniforme em todos os locais de interesse turístico com informações sucintas sobre o monumento em causa e com indicação inequívoca do horário de abertura e fecho; e o reforço da equipa de guias turísticos, com fardas adequadas, de forma a garantir a presença nos pontos de interesse turístico mais importantes, durante o período em que é possível o acesso do público”.

Segundo a mesma associação, estas quatro propostas faziam parte do “Caderno de Encargos para o Centro Histórico de Santarém, 2021-2025” que a AMCHS apresentou “a todas as forças políticas concorrentes às eleições autárquicas de Setembro passado”, sendo que muitas das propostas desse documento também constaram dos programas eleitorais de PSD e PS, partidos que actualmente integram o Executivo Municipal, fruto de acordo pós-eleitoral tornado público. Desta forma, a AMCHS pretende debater estas e outras propostas para o Centro Histórico com o Executivo Municipal, tendo para tal solicitado uma reunião de trabalho, reunião essa já aceite e agendada para meados de Dezembro.

Em simultâneo, a AMCHS desencadeou um processo de angariação de novos associados, estando a distribuir cartas com fichas de adesão para sócios, nas caixas de correio de todas as habitações e estabelecimentos comercias do Centro Histórico.

Em paralelo, foi lançado o website da associação – https://sites.google.com/view/amchsantarem – onde, para além das informações mais relevantes sobre a AMCHS, quem pretender pode apresentar propostas e sugestões para o Centro Histórico de Santarém.

PUBLICIDADE
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…

Morreu Asdrúbal, figura de Santarém

Asdrúbal, figura icónica e popular de Santarém, faleceu na madrugada deste domingo,…