Aumenta para três o número de mortes em lar de Ourém

O número de mortes associadas à covid-19 num lar em Alburitel, concelho de Ourém, aumentou para três, num surto que infectou 49 pessoas, entre utentes e funcionários.

“Temos a lamentar o óbito de duas pessoas idosas com várias comorbilidades cardíacas e pulmonares que, após o quinto dia da doença covid-19, tiveram um agravamento súbito dos sintomas e necessidade de cuidados hospitalares, tendo falecido no hospital”, afirmou Ana San-Bento, delegada de saúde do Agrupamento de Centros de Saúde do Médio Tejo.

Segundo a médica, uma outra pessoa do Lar Residencial Abrigo Nossa Senhora da Ajuda foi internada.

PUBLICIDADE

“Trata-se de uma pessoa com várias patologias que está a ser devidamente acompanhada em meio hospitalar”, explicou Ana San-Bento, acrescentando que, “entretanto, ocorreram mais dois casos positivos entre colaboradoras da instituição que desenvolveram sintomas ligeiros da doença”.

A delegada de saúde esclareceu que “houve um reforço por parte da Segurança Social de funcionários por conta do protocolo das equipas de intervenção rápida”.

“Já da parte da Proteção Civil houve um apoio à instituição com camas para albergar os colaboradores que escolheram cumprir o isolamento no lar, além de material de proteção”, continuou.

De acordo com a médica, “a situação está a ser acompanhada”.

“Algumas pessoas estão a desenvolver sintomas, na sua maioria ligeiros, algo que é expectável”, declarou, adiantando que “os contactos dos colaboradores já foram identificados e vão ser testados”.

A delegada de saúde do Agrupamento de Centros de Saúde do Médio Tejo renovou ainda o apelo à população “para cumprir as normas da Direção-Geral da Saúde (DGS), incluindo o distanciamento social, e a manter-se vigilante quanto a eventuais sintomas sugestivos da covid-19”.

Na quinta-feira, Ana San-Bento confirmou que um surto com 47 casos positivos de SARS-CoV-2 no Lar Residencial Abrigo Nossa Senhora da Ajuda tinha provocado um morto.

Na ocasião, a delegada de Saúde informou que o surto foi detectado após terem sido realizados testes de rastreio, depois de três colaboradoras terem revelado resultados positivos.

“Uma das utentes inspirava maior cuidados de saúde e foi transportada para o hospital, onde, infelizmente, viria a falecer”, revelou ainda nesse dia a delegada de Saúde.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS

ADICIONAR COMENTÁRIOS

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *