Candidaturas a Sumidouro de CO2 encerram dia 31 de agosto

O projecto municipal Raízes da Sustentabilidade, assume um papel preponderante nesta política, lançando-se a 4ª edição para as candidaturas à constituição de sumidouros de CO2.
Podem candidatar-se a este projecto até 31 de Agosto de 2018, através do preenchimento de um formulário disponível no portal do Município, as famílias Scalabitanas proprietárias de um terreno até ½ hectare disponível para plantação, com o objectivo de poderem plantar até 150 Sobreiros (Quercus suber) ou Pinheiro-manso (Pinus pinea), através duma parceria a estabelecer com o município, a partir da qual passam a integrar a Rede de Famílias com Raízes.


Os munícipes interessados podem formalizar a sua candidatura a um Sumidouro de CO2, através do formulário: https://goo.gl/forms/1gg0FZt8gvGbqDAl1, até 31 de agosto.
O Município de Santarém dedicou o mês de junho às Alterações Climáticas, enquanto fenómeno considerado “como uma das maiores ameaças ambientais, sociais e económicas que o planeta e a humanidade enfrentam” conforme definido pela Estratégia Nacional de Adaptação às Alterações Climáticas (ENAAC).

Este projeto de natureza ambiental, concebido em 2015 pela Equipa Multidisciplinar de Ação para a Sustentabilidade (EMAS), tem como objetivo implementar as políticas públicas de Alterações Climáticas, através da concretização de ações locais que contribuem para a mitigação do efeito da mudança climática, consequente da ação humana ao nível do Planeta. As florestas, enquanto meio de valor intangível, desempenham um papel importante na mitigação das alterações climáticas, porque sequestram e armazenam CO2, emitido pelas atividades humanas, um dos principais Gases com Efeito de Estufa (GEE), emitindo por sua vez, oxigénio para a atmosfera. O abate das florestas e os incêndios florestais têm, assim, um grande impacte nos níveis de CO2 na atmosfera, na destruição de ecossistemas e biodiversidade associada e, consequentemente, na qualidade de vida e bem-estar humano.

O Município de Santarém é membro do Pacto de Autarcas, compromisso local com a política climática EU 2020 desde 2010 e, tem como compromisso a redução das emissões de dióxido de carbono (CO2 equivalente) em 21% até 2020, conforme definido no Plano de Ação para as Energias Sustentáveis (PAES), no entanto mais desafios emergem e o projeto Raízes da Sustentabilidade além de sensibilizar para a importância das árvores autóctones no equilíbrio dos ecossistemas, tem por objetivo dar cumprimento à medida “Santarém a Plantar para Carbono Sequestrar” prevista no PAES e assim, contribuir para que seja alcançada a meta definida até 2020.

O Projeto Raízes da Sustentabilidade apresenta como resultado, 17 Sumidouros de CO2 de Sobreiro, Azinheira e Pinheiro-manso, em parceria com famílias Scalabitanas e um, dos quais, na EB23 Alexandre Herculano.

Para assinalar o papel do poder local na política climática no mês do Ambiente, será constituído um novo Sumidouro de CO2 em parceria com a família Guedes, da Freguesia do Arneiro das Milhariças, que teve a iniciativa de candidatar-se a este projeto e para integrar a Rede de Famílias com Raízes, disponibilizando um terreno para plantação de 150 Pinheiros-manso.

Os 1500 pinheiros-mansos que o Município tem disponível para atribuir às famílias foram cedidos pela RESITEJO, no mês de março, aquando das celebrações do Dia Internacional da Floresta.
No Dia da Floresta Autóctone, que se celebra no mês de novembro, serão entregues as árvores às famílias para a plantação dos Sumidouros.

info, ,

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS