Centro Hospitalar do Médio Tejo recebe 10 milhões de euros para pagamento de dívida

O Centro Hospitalar do Médio Tejo, EPE, obteve um reforço de verba em mais de 10 milhões de euros para aplicar exclusivamente em pagamentos de dívida já vencida, segundo fonte da unidade hospitalar.

O valor de 10 milhões de euros (10 031 399,00 €) foi atribuído em duas tranches, sendo a primeira de 6.628.844,00 de euros creditada na conta do CHMT no dia 13 de Dezembro e cujo montante foi utilizado exclusivamente para o pagamento a fornecedores, por ordem de maturidade da dívida vencida no decorrer da manhã de dia desta terça-feira, 17 de Dezembro. O montante serviu para liquidar a dívida vencida com antiguidade até Março de 2019.

Segundo a mesma fonte, a segunda tranche, no montante de 3 402 555,00 de euros, aguarda autorização e orientações complementares do Secretário de Estado do Tesouro.

PUBLICIDADE

Com a aplicação deste reforço no pagamento da dívida vencida, prevê-se que o CHMT encerre “o exercício de 2019 com o prazo médio de pagamento a entidades externas ao SNS inferior ao ano transacto”, refere a nota da unidade hospitalar.

Carlos Andrade Costa, presidente do Concelho de Administração, frisa que “este reforço orçamental permite manter o valor da dívida do CHMT em patamares absolutamente geríveis”.  

O presidente reforça ainda a ideia que “o ritmo do crescimento de custos, por força do enorme aumento da actividade assistencial, tem estado sistematicamente sob controlo. O que permite não fragilizar a situação económica – financeira que foi conseguida nos últimos anos e que tem permitido o investimento contínuo na modernização do CHMT”.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS