Certificação regional de Gestão Florestal Sustentável chega à região da Lezíria do Tejo

A região do Alentejo (NUT2), onde se incluiu a Lezíria do Tejo e que abrange uma área total de 3 160 490,1 hectares de áreas florestais e agro-florestais, obteve o certificado regional PEFC de Certificação de Gestão Florestal Sustentável.

A distinção foi recebida, no dia 13 de Agosto, pela Associação para a Certificação Florestal do Alentejo e Lezíria do Tejo (ACFALT), organismo que gere uma área florestal compostas por um mosaico diversificado de espécies que incluem o sobreiro, a azinheira, o pinheiro manso, o eucalipto e o pinheiro bravo, entre outras.

Segundo a ACFALT, esta certificação representa “uma oportunidade alternativa para os produtores florestais colocarem no mercado produtos com a garantia de origem certificada”.

PUBLICIDADE

“O sistema implementado pela ACFALT permite aos seus aderentes a comercialização dos principais produtos florestais da região como produtos certificados, aumentando a disponibilidade de matérias-primas certificadas, elevando os padrões de gestão e valorizando melhor os produtos no mercado. Esta realidade potencia o desenvolvimento económico local, uma maior sustentabilidade social do território e a captação das mais-valias ambientais da região”, refere a mesma nota.

Associação para a Certificação Florestal do Alentejo e Lezíria do Tejo é um organismo que representa os interesses dos produtores florestais da Região do Alentejo, ao nível da certificação da Gestão Florestal, tendo implementado um sistema que cumpre com a norma portuguesa para Sistemas de gestão florestal sustentável. Abrange toda a área da NUT II – Alentejo, composta pelas regiões do Alentejo Central, Baixo Alentejo, Alentejo Litoral, Alto Alentejo e Lezíria do Tejo.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS