A engenheira Elvira Fortunato foi distinguida, no dia 25 de Março, com o WFEO GREE Award Women 2020, o maior prémio internacional de Engenharia, destinado a distinguir o trabalho desenvolvido por mulheres engenheiras em todo o mundo.

A candidatura, apresentada pela Ordem dos Engenheiros (OE) de Portugal, e que tinha como protagonista a investigadora portuguesa, que é também membro conselheiro desta associação profissional, foi a vencedora entre mais de duas dezenas de candidaturas apresentadas a nível mundial.

Na candidatura submetida, a OE, membro da World Federation of Engineering Organizations (WFEO), sublinhou o “carácter revolucionário” das soluções científicas desenvolvidas pela engenheira portuguesa na área dos materiais e da electrónica transparente, com a produção dos primeiros transístores de filme fino de óxido, utilizando materiais sustentáveis, totalmente processados à temperatura ambiente.

PUBLICIDADE

Para Carlos Mineiro Aires, bastonário da OE, este prémio “é um orgulho para Portugal e para todos os portugueses”.

“Este prémio traduz a excelência da engenharia e da ciência portuguesas, bem como a sua diversidade. É a prova de que a competência técnica, o talento e a inovação não têm limitações de género e ou geográficas, e que em Portugal existem profissionais de topo que competem e estão ao nível dos melhores em termos mundiais”, disse o bastonário em comunicado.

Mineiro Aires destaca, igualmente, “o reconhecimento do percurso técnico e científico ímpar da engenheira Elvira Fortunato, tornando-a numa inspiração para a comunidade técnico-científica mundial, em especial para as jovens e mulheres que ambicionam abraçar e progredir na engenharia e na ciência, de um modo geral”.

Este mês, a investigadora portuguesa já tinha sido distinguida com o Prémio Pessoa, que destacou então o seu “contributo notável para o desenvolvimento científico, tecnológico e inovação”.

A WFEO integra as principais associações de engenharia a nível internacional, representa mais de 30 milhões de engenheiros de 100 países, é membro do principal grupo da comunidade científica e tecnológica das Nações Unidas e é associada da UNESCO.

Cientista, professora catedrática e vice-reitora da Universidade Nova de Lisboa, Elvira Fortunato é especialista em Microelectrónica e Optoelectrónica, e uma das inovações pela qual se destaca é a do transístor de papel.

PUBLICIDADE
Leia também...

‘Casa em Santarém’ nomeada para o prémio internacional de arquitectura

O projecto ‘Casa em Santarém’ da empresa dp arquitectos está nomeado para…

Rotary Clube de Santarém distingue Sílvia Carreira como profissional do ano

Sílvia Carreira, directora técnica do Lar Gualdim, do Centro Social Interparoquial de…

“Os pequenos produtores não podem ser abandonados”

João Mendes – Fio Dourado DIVULGAÇÃO APRODER O lagar de azeite da…

Câmara de Santarém pede 270 mil euros ao BEI para requalificação de avenida

A Câmara de Santarém aprovou hoje a contracção de um empréstimo de…