Foi hoje apresentado, no Convento de São Francisco, em Santarém, o Plano de Acção “Programação em Rede / Lezíria do Tejo”, no qual a CIMLT e os seus 11 Municípios associados assumem o desafio de uma programação cultural partilhada entre todos.

Suportada por uma candidatura com o valor de 600 mil euros e com um prazo de execução de 18 meses, o plano visa “promover a dinamização do património cultural, enquanto instrumento de diferenciação e competitividade do território, através da sua qualificação e valorização turística”.

Pelos municípios vão passar uma série de iniciativas que pretendem estimular o sector artístico na região.

Vale – Cinema Documental, Workshop de Arte Urbana, Valoriz’Arte – Estátuas Vivas, Dançar com… “As Vindimas”, “Tejo – Por um Fio” com actividades dirigidas às crianças, “A Lezíria a gostar dela própria” com vídeos e performances sobre o território, são os projectos que vão arrancar em Julho nos 11 Municípios da Lezíria.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…

Morreu Asdrúbal, figura de Santarém

Asdrúbal, figura icónica e popular de Santarém, faleceu na madrugada deste domingo,…