Concelhos do distrito de Santarém com mercado diário impõem limitações

Vários municípios do distrito de Santarém decidiram manter aberto o mercado diário, cancelando os que mantêm uma periodicidade semanal, quinzenal ou mensal, mas com limitações para prevenção da Covid-19.

A Câmara de Santarém decidiu que vai manter o mercado diário aberto, advertindo os vendedores de que este será encerrado caso não sejam cumpridas as normas afixadas à entrada, como o cumprimento da distância entre bancas e entre vendedores e compradores, só sendo permitida a entrada de um máximo de cinco pessoas, aguardando as restantes no exterior.

Cristina Casanova, vereadora do executivo escalabitano com o pelouro dos mercados, disse à Lusa que elementos da proteção civil já instruíram os vendedores sobre as regras de higiene a que estão obrigados bem como sobre o uso de luvas.

PUBLICIDADE

“O cumprimento das normas será supervisionado por dois funcionários, os quais têm ordens para, caso exista qualquer incumprimento, o espaço ser encerrado”, disse, salientando que na quinta-feira o mercado estará encerrado, por ser feriado no concelho, bem como na segunda-feira, dia em que será gozada neste espaço a tolerância de ponto concedida para sexta-feira.

No caso de Tomar, o município decidiu que, “até nova avaliação”, o mercado municipal estará aberto diariamente de segunda a quinta-feira das 07:00 às 14:00 e à sexta-feira e sábado das 06:00 às 15:00, nestes dias apenas no interior, com controlo de entradas.

Foi cancelado o mercado semanal, que se realiza habitualmente à sexta-feira na área envolvente do edifício do Mercado Municipal (zona de estacionamento, praceta e telheiros) e no parque de estacionamento frente ao cemitério de Santa Maria dos Olivais, “pelo que não haverá qualquer agente económico a operar naquele espaço”.

O município tomarense decidiu ainda manter o mercado grossista a funcionar às segundas, quartas e quintas-feiras, das 17:00 às 22:00, “de forma a garantir os abastecimentos a retalhistas, associações, restaurantes e Instituições Particulares de Solidariedade Social”, afirma uma nota desta autarquia.

A Câmara do Entroncamento vai igualmente manter o mercado diário em funcionamento, limitando o acesso, com indicação de que as pessoas devem manter um espaçamento de cerca de um metro entre si.

Aos sábados, o acesso dos clientes ao espaço do mercado diário será efectuado apenas pelo portão da Praça Salgueiro Maia, acrescenta.

A Câmara de Rio Maior decidiu manter o mercado diário da cidade em funcionamento, “por se tratar de um espaço importante para a distribuição de bens alimentares à população”, tendo sido instalados no local meios para higienização das mãos dos visitantes, bem como distribuídos kits de protecção aos comerciantes com máscaras, luvas e desinfectantes para o espaço, e determinadas restrições de acesso.

O município suspendeu o Mercado Mensal da cidade, que se realiza junto ao Pavilhão Multiusos, a Feira de Velharias e Antiguidades, que se realiza mensalmente no Jardim Municipal, e decidiu não conceder “quaisquer licenças para ocupação de espaço público destinadas a eventos e outras”.

A Câmara de Coruche decidiu igualmente manter o mercado municipal aberto, mantendo os vendedores habituais, que estão obrigados a cumprir “as normas dos estabelecimentos comerciais/bancas, sendo responsabilidade de cada vendedor o acesso aos mercados fornecedores”.

O Parque de Mercados e Feiras encontra-se encerrado, tendo sido já anunciada a medida de não se realizar o mercado mensal, previsto para o próximo dia 28, afirma uma nota do município, a qual salienta que “estas medidas são avaliadas diariamente em função do estado de alerta do país”.

Os restantes municípios do distrito não tem mercados diários.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS