foto: Arquivo

Por decisão dos fundadores do Grupo Vale de Santarém – Identidade e Memória, que havia iniciado a sua actividade em Novembro de 2015, foi constituída e registada oficialmente, em 11 de Setembro de 2018, a associação cultural “Vale de Santarém – Identidade e Memória”, a qual teve a sua primeira reunião com o presidente da Junta de Freguesia do Vale de Santarém, no dia 14 de Setembro.

A nova associação, que já tem estatutos e apresentará em tempo oportuno o seu regulamento, é uma associação sem fins lucrativos, com sede no Vale de Santarém, e constitui-se por tempo indeterminado. Como organização, afirma-se independente, sem orientações de política partidária ou confissões de qualquer outra natureza.

Tem como fim, conforme seus estatutos: “a pesquisa e divulgação da história e da cultura do Vale de Santarém e suas gentes, desde os tempos mais remotos até à actualidade, visando a valorização do sentimento de pertença a uma comunidade e a sua transmissão às gerações vindouras”.

PUBLICIDADE

É da busca da identificação das raízes, da história como comunidade, do que se construiu e trouxe até ao presente (e que se pretende conhecer, compreender e preservar) que se ocupa a associação cultural “Vale de Santarém – Identidade e Memória”. “Com os Valesantarenos, para os Valesantarenos, mas também com outros e para outros que nisso estejam interessados, queremos resgatar do desconhecimento, do esquecimento, da potencial perda, tudo o que seja possível”, refere a jovem associação em nota enviada ao Jornal Correio do Ribatejo. “Para nós, para os vindouros Valesantarenos, para muitos mais. Uma missão que assumimos e, assim desejamos, outros irão continuar”, pode ler-se ainda na referida nota.

Os Órgãos Sociais da associação, conforme eleição realizada na sua primeira Assembleia Geral, em 13 Setembro, são constituídos por Victor Pinto da Rocha como presidente da Mesa da Assembleia Geral, tendo como secretário a sua esposa, Maria Regina Pinto da Rocha e como vogal Alfredo Joaquim Lobato. A Direcção é presidida por Manuel João Sá, que tem como secretário José Luís Marques da Cruz e como tesoureiro Alfredo Manuel da Silva Sá. O Conselho Fiscal é composto pelo presidente Virgílio Pereira, pelo secretário Manuel Reinaldo Ribeiro e pelo relator Arménio Gomes.

Nos termos dos estatutos, os órgãos sociais são eleitos para um período de quatro anos.

Vai ser desencadeado o processo de abertura a Associados

A nova associação já começou a apresentar resultados da sua acção, ainda enquanto Grupo, através da comunicação de Victor Pinto da Rocha, de trabalho de sua autoria, sobre “João d’Aldeia, poeta do Vale de Santarém”, em 24 Junho. Outros assuntos estão a ser desenvolvidos, dos quais se dará conhecimento oportunamente.

A nova associação irá fornecer informação sobre a forma como qualquer cidadão nascido no Vale de Santarém, ou ali residente, estando no país ou no estrangeiro, poderá dar a sua colaboração para os fins que tem em vista, acima referidos. Também acolhe e agradece as colaborações que pessoas de outras origens queiram dar.

PUBLICIDADE
Leia também...

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Loja da Cavalinho assaltada no Centro Histórico de Santarém

A loja do Cavalinho foi alvo de um assalto na madrugada desta…

Colisão entre motociclo e ligeiro de passageiros provoca um ferido grave na EN 118

Um ferido grave é o resultado de uma colisão entre um motociclo…

Advogado positivo à covid-19 obriga Tribunal de Santarém a accionar o Plano de Contingência

As próximas sessões do julgamento de Tancos foram canceladas depois de um…