A cada dois segundos, alguém precisa de uma transfusão de sangue e todos os dias são necessárias mil unidades de sangue em Portugal.

É nesse sentido, e no âmbito das comemorações do 24º aniversário do Grupo de Dadores de Sangue de Pernes (GDSP), que o Jornal Correio do Ribatejo e o grupo benévolo realizam uma recolha na Casa do Campino, em Santarém.

A iniciativa está marcada para a próxima sexta-feira, dia 11 de Dezembro, entre as 9h00 e as 13h00.

PUBLICIDADE

Cedido pela Câmara de Santarém, a Casa do Campino é um espaço “central”, que garante a “segurança do dador” e tem todas as condições de acesso e estacionamento necessárias, segundo explica o GDSP.

No futuro, o Hospital Distrital de Santarém continuará a ser lugar de recolhas, mas a Casa do Campino vem resolver a necessidade imediata de um espaço alternativo durante esta fase de combate à pandemia, informa o grupo.

O grande objectivo do GDSP continua a ser “salvar vidas” continuando “a dinamizar a dádiva de sangue.

Por isso, afirma o presidente do grupo, Mário Gomes, é indispensável continuar “a missão de sensibilizar para a necessidade de colheitas regulares de sangue, em particular junto dos jovens”.

É neste aspecto que a parceria com os órgãos de comunicação social se torna vital: “Já tenho dito isto em vários pontos do país: eu não conheço nenhum concelho em que os dadores de sangue sejam apoiados pela comunicação social, como em Santarém. Os jornais s as próprias rádios locais apoiam este gesto solidário e isso é de relevar. Todos divulgam regularmente as recolhas feitas no concelho. É, sem dúvida nenhuma, uma mais-valia muito importante para os grupos do concelho”, afirma o responsável.

De facto, há vários anos que este Jornal e o GDSP se unem no apelo a dádivas de sangue em alturas em que estas são mais limitadas e, portanto, mais necessárias, como durante a época de Natal.

Este ano, o grupo, que é um dos mais activos da região, já realizou mais de 30 acções de recolha, que envolveram cerca de um milhar de dadores.
Os 24 anos de actividade do grupo, fundado a 15 de Dezembro de 1996, serão assinalados com uma missa em memória dos dadores já falecidos, agendada para dia 20 na Igreja de Pernes, e uma recolha de sangue na Escola D. Manuel I, em Pernes, contando com a habitual colaboração de uma equipa do Instituto Português do Sangue e da Transplantação.

Podem doar sangue todas as pessoas com bom estado de saúde, hábitos de vida saudáveis, peso igual ou superior a 50 kg e idade compreendida entre os 18 e 65 anos. A dádiva de sangue é benévola e não remunerada.
A doação de sangue pode ser feita de quatro em quatro meses pelas mulheres e de três em três meses pelos homens.

PUBLICIDADE
Leia também...

Salvador, Bebé do Ano em Santarém, recebe cheque-prenda do Correio do Ribatejo/Sonae

Salvador da Silva Carlota foi o primeiro bebé a nascer no dia…

João Manzarra apela à adopção de cães abandonados em Santarém

João Manzarra, conhecido apresentador de televisão, esteve esta sexta-feira, 15 de Novembro,…

Estatuto do Antigo Combatente assegura um “tardio, mas justo reconhecimento”

O parlamento aprovou, no passado dia 23, o Estatuto do Antigo Combatente,…

Empresário de Santarém é o mandatário nacional da candidatura de André Ventura às presidenciais

Rui Paulo Sousa, o empresário de Santarém de 53 anos, vai ser…