Crematório do Entroncamento entra em funcionamento na segunda-feira

O crematório do Entroncamento, um investimento de 700 mil euros, vai ser inaugurado na próxima segunda-feira, 27 de Julho, sendo a primeira estrutura do género na região do Médio Tejo e uma das três no distrito de Santarém.

O presidente da Câmara Municipal do Entroncamento, Jorge Faria, disse à Lusa que o crematório, concessionado por 30 anos a um privado, em modelo de concepção, construção e exploração, vem responder a uma procura crescente por este tipo de resposta.

O crematório do Entroncamento vem juntar-se ao que foi inaugurado no início de Junho em Almeirim, o único de gestão municipal, e ao que tem abertura prevista para Setembro em Santarém, sendo os outros mais próximos os que se situam em Leiria e em Castelo Branco.

PUBLICIDADE

Jorge Faria afirmou que a opção pela cremação tem vindo a crescer em Portugal, muito fruto da alteração da posição da igreja católica e de mentalidades, sublinhando que, ainda assim, numa percentagem “bastante inferior” à que se regista noutros países europeus.

A área de implantação do crematório do Entroncamento é de 1.132 metros quadrados, dos quais 300 metros quadrados correspondem a área construída e os restantes a zonas ajardinadas com fins específicos (Jardim da Memória, Cendrário e Columbário).

Jorge Faria afirmou que, com este equipamento e com o alargamento realizado no cemitério municipal há quatro anos, “não haverá problemas nos próximos 20 a 30 anos”.

Segundo o autarca, o crematório permitirá incinerar as “ossadas perdidas”, resolvendo um problema ambiental que se coloca a nível dos solos.

A Câmara do Entroncamento realizou um primeiro concurso para o crematório em 2014, que na altura ficou deserto, tendo a actual concessão resultado do concurso realizado em 2018, devendo-se o atraso no arranque da obra a dificuldades de financiamento da empresa junto da banca, adiantou.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS