Descarga ilegal de águas residuais em Aveiras de Cima

Uma empresa de suinicultura, instalada na localidade de Aveiras de Cima, no concelho de Azambuja, foi identificada pelas autoridades por suspeita de descargas ilegais de águas residuais.

“Na sequência de uma denúncia relacionada com a descarga ilegal de águas residuais proveniente de uma suinicultura, os militares da Guarda encetaram diligências junto da empresa, a fim de verificar a legalidade dos trabalhos que estavam a ser efectuados nas lagoas de retenção de efluentes pecuários”, verificando-se que não se encontrava em conformidade com a legislação em vigor, explica a GNR, em comunicado.

A nota adianta que, na sequência desta operação, foram elaborados dois autos de notícia, devido a quatro infracções, nomeadamente “rejeição de águas residuais para o solo, sem a respectiva licença válida, utilização em solos agrícolas de lamas que não foram sujeitas a análise e injecção de lamas no solo sem valorização agrícola”.

PUBLICIDADE

Estas infracções são puníveis com uma coima mínima de 84 mil euros e máxima de 504 mil.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS