Distrital do Bloco de Esquerda de Santarém preocupada com o número de lares ilegais no distrito

A Coordenação Distrital do Bloco de Esquerda de Santarém reuniu recentemente com o Instituto da Segurança Social – Santarém (ISS) para avaliar a resposta social da instituição à situação da pandemia ao nível distrital.

Segundo um comunicado do Bloco de Esquerda (BE) de Santarém, a recolha de informação permitiu à delegação “avaliar como globalmente positiva a resposta às solicitações de apoios sociais por parte da população, tendo em conta o aumento exponencial dos pedidos por parte de famílias, empresas e entidades de solidariedade social”.

“Não obstante, é preocupante o aumento do número de pessoas desempregadas até ao final de Maio, valor que aumentou 57% em apenas dois meses”, refere a mesma fonte.

PUBLICIDADE

Já em relação aos casos de infecção pela Covid-19 em dois lares ilegais, em Abrantes e Santarém, o BE considera ser “muito preocupante a existência de cerca de 200 destes lares em circunstâncias análogas”, o que segundo o partido significa que “mais de 1.000 idosos/as que residem permanentemente em instalações inadequadas e com insuficiente apoio sócio sanitário em todo o distrito, mas com especial concentração em Benavente, Coruche e Salvaterra de Magos”.

Para o BE é “urgente e indispensável o estabelecimento de políticas concertadas de intervenção na prestação de cuidados residenciais à população dependente que sobreponha os valores da dignidade humana aos interesses meramente lucrativos”.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS