Doçaria portuguesa junta-se no final de Outubro em Abrantes

A Palha de Abrantes e as Tigeladas, juntamente com a doçaria tradicional da Cidade Florida, voltam a ser as anfitriãs da Feira Nacional de Doçaria Tradicional, que se vai realizar entre 26 e 28 de Outubro, no Largo 1º de Maio, no Centro Histórico de Abrantes.

Doçaria de vários pontos do País, enchem as vitrines desta iniciativa, da Câmara Municipal de Abrantes, com a colaboração da TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior. O certame mais doce do País, além das iguarias de Abrantes, Constância e Sardoal, irá contar com bancas de Felgueiras, Amarante, Lamego, Ovar, Aveiro, Tentúgal, Sertã, Alcobaça, Caldas da Rainha, Torres Novas, Ponte de Sôr, Lisboa, Évora, Reguengos de Monsaraz e da ilha de S. Miguel, nos Açores.

Os ícones nacionais confirmados para este certame, acolhido no coração da Cidade, a par da doçaria abrantina, são queijinhos do céu, cornucópias de Alcobaça, barriga dos monges, toucinho-do-céu, sericaia, bolo fidalgo, pão de rala, rançoso, morgado do Alentejo, malassadas e bolo lêvedo dos Açores, brisas do Tâmega, queijadas de S. Gonçalo, pastéis de Tentúgal, ovos-moles de Aveiro, pão-de-ló de Ovar e de Margaride e pastéis de Feijão de Torres Novas.

PUBLICIDADE

A estrear, nesta feira, vai estar a doçaria antiga dos conventos de Lisboa, com receitas que contam com mais de 300 anos. Aos pastéis de toucinho e de gema, aos mimos de laranja e de gila, casquinhas e bollos de Rayva juntam-se, também, pela primeira vez os biscoitos da Teixeira e o doce de figo preto.

As tradicionais cavacas, pão de Deus, suspiros, filhós, coscoréis bolos de noiva e uma panóplia alargada de broas características desta época do ano, ainda, irão figurar nas três dezenas de expositores. Mas os doces não se esgotam por aqui. Outras doçuras mais recentes figuram na carta da Feira de Doçaria Tradicional, como as bolachas, crocantes, brigadeiros, cupcakes, cakepops, sr. chocolate d’Ovar, desmanchado de pão-de-ló, bombocas, que acompanham os licores, compotas e mel.

E porque não é só pelos doces que milhares de pessoas visitam a Feira Nacional de Doçaria Tradicional, acrescenta-se à receita música, oficinas de doçaria, espectáculos e animação infantil e actividades desportivas, como o passeio de BTT e a caminhada pelo Centro Histórico de Abrantes.

Este certame realiza-se em Abrantes desde 2002, com o objectivo de promover e valorizar a rica doçaria tradicional e conventual da região, juntando-a a outros ícones nacionais e contando com a ajuda de diversos agentes locais, que contribuem com a dinamização de iniciativas que integram o programa da feira.

info, ,

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS