Escritor de Alcanhões vence Prémio Literário Cidade de Almada

Samuel Pimenta, escritor natural de Alcanhões, concelho de Santarém, venceu a 31.ª edição do Prémio Literário Cidade de Almada/Poesia com a obra “Ascensão da Água”.

O galardão foi entregue no domingo, 27 de Outubro, no Fórum Municipal Romeu Correia, em Almada. A cada um dos autores premiados a Câmara Municipal de Almada atribuiu um prémio monetário no valor de cinco mil euros, tendo concorrido aos dois prémios um total de 277 obras, anunciou a câmara almadense.

“Ascenção da água”, segundo uma nota da autarquia de Almada, “apresenta um conjunto de poemas com uma arquitectura elegante e uma dicção poética conseguida, as quais geram uma relação muito cativante com o próprio potencial imaginativo do leitor”.

“É melancólico o olhar que o poeta lança sobre o mundo. Contudo, há nos poemas um êxtase contemplativo que capta a atenção, reforçando, ao mesmo tempo, a eficácia comunicativa das imagens e das palavras”, segundo o júri, citado pela câmara.

Samuel F. Pimenta nasceu a 26 de Fevereiro de 1990, em Alcanhões, concelho de Santarém, tendo começado a escrever aos 10 anos. Licenciou-se em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa.

O autor tem participado em vários encontros literários nacionais e internacionais, e colabora com publicações em Portugal, no Brasil, em Angola, em Moçambique e na Galiza, assinala a autarquia, segundo a qual a sua obra está presente em diversas antologias, em Portugal e no estrangeiro, tendo alguns dos seus livros dado origem a peças de teatro e teses académicas.

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS