A nova Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Lamarosa, no concelho de Torres Novas está em pleno funcionamento dotando as povoações de Árgea e Lamarosa de um sistema de drenagem de águas residuais domésticas assim como do tratamento final adequado.

Segundo um comunicado da Águas do Ribatejo, a ETAR inclui um sistema de tratamento biológico, do tipo lamas activadas, na vertente de arejamento prolongado. A descarga de efluente tratado é feita na Ribeira dos Mouchões, a cerca de 500 metros do local de implantação da ETAR. A empreitada custou cerca de 1,7 milhões de euros foi financiada por fundos comunitários e capitais da AR.

No sistema da Árgea foram construídos cerca de 1000 metros de colectores e emissários, e duas estações elevatórias e respectivas condutas com uma extensão aproximada de 1136 metros.

No sistema da Lamarosa foram construídos 443 metros de colectores e emissários, e quatro estações elevatórias e respectivas condutas com uma extensão aproximada de 3074 m. A ETAR de Lamarosa foi dimensionada para dar resposta a um equivalente populacional de 1400 habitantes.

Esta operação está incluída num plano de investimentos de 30 milhões de euros no abastecimento e saneamento no concelho de Torres Novas.  

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…