O incêndio numa fábrica de produtos químicos, em Moitas Vendas, Alcanena, que ficou completamente destruída, foi dado como extinto às 22:20 de quinta-feira, disse à Lusa fonte da protecção civil.

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro de Santarém, o incêndio deflagrou às 17:36 de quinta-feira, tendo tomado por completo a unidade fabril, não havendo registo de qualquer vítima.

O incêndio foi combatido por 76 bombeiros apoiados por 26 viaturas, adiantou.

PUBLICIDADE

O vereador da Câmara de Alcanena Hugo Santarém disse à Lusa que o incêndio terá tido origem numa ignição acidental junto a uma barrica, tendo a propagação das chamas sido “muito rápida”.

Segundo o autarca, a empresa acionou de imediato os mecanismos de emergência existentes na unidade, sem, contudo, conseguir controlar as chamas, dada a sua rápida propagação.

Os 14 funcionários da unidade abandonaram as instalações, tendo ainda conseguido retirar algumas viaturas, mas não todas, adiantou.

Hugo Santarém afirmou que a fábrica da Prodyalca, que se dedica à conceção e desenvolvimento, fabricação e comercialização de produtos químicos, é uma unidade moderna, que venceu em 2020 o prémio PME Líder e que “é uma referência no mercado”.

A unidade, que ficou completamente destruída, “tinha todos os mecanismos” para evitar um eventual problema ambiental, nomeadamente tanques de contenção, disse, adiantando que o combate realizado pelos bombeiros teve em conta o tipo de materiais existentes na unidade.

O autarca realçou que as corporações estão treinadas neste tipo de intervenção, tendo em conta as indústrias existentes na zona.

PUBLICIDADE
Leia também...

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…

Morreu Asdrúbal, figura de Santarém

Asdrúbal, figura icónica e popular de Santarém, faleceu na madrugada deste domingo,…

Condutor não respeita ordem de paragem e foge durante 25 km à GNR

Um homem de 31 anos foi detido e aguarda julgamento em prisão…