Feira Nacional da Agricultura dá a provar “o melhor da produção nacional”

O “melhor da produção nacional” vai ser dado a provar de 02 a 10 de Junho, em Santarém, na 55.ª edição da Feira Nacional da Agricultura/65.ª Feira do Ribatejo, no espaço Salão Prazer de Provar.

Apresentado em conferência de imprensa, o programa da Feira Nacional da Agricultura (FNA), este ano dedicada ao olival e ao azeite, destaca, além da componente técnica e de discussão e reflexão sobre o sector, a presença dos produtos premiados nos concursos nacionais que o Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA) promove entre Dezembro e Maio em colaboração com a Qualifica, o Centro de Estudos e Promoção do Azeite do Alentejo e a Federação Nacional dos Apicultores de Portugal.

“Os ‘Melhores dos Melhores’ estarão em exposição no Salão Prazer de Provar, permitindo assim o contacto directo do consumidor com o que de melhor se faz no nosso sector”, afirma o CNEMA.

Frisando que as escolhas são realizadas em prova cega, o CNEMA afirma que os concursos visam “estimular a produção de qualidade, dar a conhecer os melhores produtos nas diferentes regiões do país, incentivar o seu consumo e promover o encontro de produtores, empresas, técnicos e apreciadores”.

No Salão Prazer de Provar é possível encontrar “vários produtos de grande qualidade”, como azeites, queijos, enchidos, méis, compotas, frutas, vinhos, entre outros bens alimentares, decorrendo acções de “Cozinha ao Vivo”, com mostras e degustações de produtos ou harmonizações entre vinhos e azeites.

O espaço alberga a iniciativa “Portugal Sou Eu”, promovida pelo Ministério da Economia para a dinamização e valorização dos produtos portugueses, acrescenta.

A degustação pode prosseguir nos diversos restaurantes de carnes de raças autóctones e nas tasquinhas das associações e colectividades do concelho de Santarém presentes no certame, num espaço este ano dotado de sistemas de refrigeração e vista privilegiada para os palcos onde decorre a animação e as provas equestres.

Os visitantes podem ainda contactar com uma “mostra alargada de diferentes raças autóctones bovinas, nacionais e internacionais, assim como dezenas de equinos, representando as principais coudelarias nacionais, suínos de raça bísara e raça alentejana, caprinos e ovinos, além de uma grande exposição de galinhas poedeiras (com mais de 500 exemplares) ao ar livre.

O cartaz de espetáculos da feira inclui concertos com os Xutos e Pontapés (dia 02), HMB (dia 07), Kura e David Antunes & The Midnight Band (dia 08) e Matias Damásio (dia 09), além das tradicionais largadas de toiros, desfiles e provas de campinos, actividades equestres, demonstrações de escolas de toureio, treino de forcados, provas de velocidade, perícia e condução de cabrestos, exibições de folclore e música tradicional e popular.

Luís Mira, administrador do CNEMA e secretário-geral da CAP, sublinhou o facto de este ser “o “único sítio no mundo” onde é possível assistir a uma largada de touros sentado numa bancada.

Afirmando que esta é uma “tradição para manter e preservar”, Luís Mira referiu a aposta na segurança e no horário (antes dos concertos), para servir o público que procura este tipo de manifestação.

O CNEMA tem procurado ainda melhorar as acessibilidades ao certame, procurando evitar as filas de trânsito em dias de “enchente”, disponibilizando, em parceria com a Rodoviária do Tejo, um autocarro gratuito a partir de Santarém e criando carreiras especiais a partir de Lisboa (a exemplo do que aconteceu o ano passado) e da Golegã, com redução de tarifa e venda de ingressos para a FNA.

Há ainda uma parceria com a CP, com descontos de 30 por cento nas viagens de ida e volta, adiantou.

A FNA volta a acolher, a exemplo dos anos anteriores, a Fersant – Feira Empresarial da Região de Santarém, promovida pelo Associação Empresarial da Região de Santarém (Nersant).

info, , ,

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS